Querem tirar Waldir da presidência da Câmara no grito. Mas, sem base legal, tem de combinar com ele…
Deputado Waldir Maranhão: folclore ou esperteza?

Querem tirar Waldir da presidência da Câmara no grito. Mas, sem base legal, tem de combinar com ele…

Folclórico, instável, com ficha criminal ou não, o deputado federal maranhense Waldir Maranhão (PP-MA) tem todo o direito de permanecer como presidente interino da Câmara Federal. A interinidade dele é calçada na lei.  E só renunciará ao posto se quiser. Ninguém pode forçá-lo, a não ser alguma ação do Supremo Tribunal Federal, e, assim mesmo, embasada na Constituição e no Regimento Inbterno da Câmara.

Pela interpretação do regimento interno feita pela Secretaria Geral da Mesa Diretora, só seria possível eleger um presidente da Casa em caso de morte, renúncia ou perda de mandato do presidenter anterior, Eduardo Cunha, mas nada disso aconteceu. Assim, Waldir Maranhão tem direito de

Deputado Waldir Maranhão: folclore ou esperteza?

permanecer presidindo interinamente a Câmara enquanto Cunha estiver afastado porque não foi declarada a vacância do cargo.

Algumas teses de afastamento de Maranhão estão em discussão, entre elas uma consulta à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para que declare o cargo de presidente da Câmara vago. Os defensores dessa estratégia dizem que se Cunha está afastado do mandato e não tem previsão de retorno, portando seria necessária uma nova eleição. Pelo que se sabe, isso não tem amparo no Regimento Interno, que é uma espécie de “constitutição” do Legislativo. No mais, é esperar pra ver.

Contra Waldir Maranhão pesa o fato de que cria  instabilidade num momento em que será preciso aprovar uma ampla pauta de matérias econômicas. Uma preocupação do presidente da República, em exercício, Michel Temer.

Auxiliares do atual mandatário do Brasil deixaram vazar que  já identiicaram uma ação do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, em favor da permanência de Waldir Maranhão na presidência interina da Casa. Para Waldir e Cunha, ótimo; para Temer, dizem, é péssimo.

Pelas minhas previsões, Waldir Maranhão, que gosta de levar vantagem em tudo, ainda vai se sair é muito bem dessa camisa de força, depois que for chamado ao Planalto por Michel Temer: não se espantem se ele renunciar  à  presidência interina da Câmara. Do mesmo modo como voltou atrás na decisão de pretender anular o impeachment de Dilma Roussef.

Ainda: querer tirar Waldir na marra só passa para o país que ele está sendo vítima de discriminação por ser negro, nordestino e maranhense, mesmo com a repercussão das burradas que cometeu!

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta