Preço da gasolina cai em postos de combustíveis da capital. O litro pode ser encontrado até a R$ 2,99

Preço da gasolina cai em postos de combustíveis da capital. O litro pode ser encontrado até a R$ 2,99

Entre os 35 postos pesquisados pela ANP, o menor preço ficou a R$ 3,090 e maior valor cobrado ficou a R$ 3,399. Foto: Karlos Geromy.

Entre os 35 postos pesquisados pela ANP, o menor preço ficou a R$ 3,090 e maior valor cobrado ficou a R$ 3,399. Foto: Karlos Geromy.

O jornal  não cita, mas há alguns postos de combustíveis  em São Luís revendendo gasolina comum a R$ 2,999 o litro. Nem precisa andar muito para encontrá-los. Faltou percorrer a regiões como Anil, Jerônimo de Albuquuerque, Turu, Araçagy e Estrada de Ribamar, a partir da Forquilha, entre outras.

Entre os postos analisados pelo jornal, o menor preço para o litro da gasolina comum foi encontrado a R$ 3,08, na modalidade de pagamento em dinheiro ou débito, em um posto localizado na Ponta d’Areia. O maior preço foi identificado em um posto situado na Avenida dos Holandeses, no Calhau, onde a gasolina comum foi encontrada a R$ 3,49. Na modalidade cartão de crédito, a gasolina comum foi encontrada a R$ 3,24.

Os postos de combustíveis da região central de São Luís, localizados entre a Camboa e o Bacanga, mantêm os preços da gasolina comum a R$ 3,09. A gasolina aditivada foi encontrada em média a R$ 3,29. O menor preço foi identificado a R$ 3,14 em um posto de combustível na Camboa. O maior valor, R$ 3,69, foi encontrado em um posto da Avenida dos Holandeses, no Calhau, onde também foi identificado o valor mais alto cobrado pela gasolina comum.

Um frentista de um posto do bairro Jaracati, da bandeira Shell, informou que os preços costumam sofrer variação com a mudança nos valores cobrados pelo fornecedor. “Às vezes, os clientes questionam os valores cobrados nas bombas em relação a outros postos, mas isso é influenciado pelo preço de compra”, alega. Para alguns consumidores, a similaridade nos preços permite que eles abasteçam perto de onde moram ou do trajeto que fazem no dia a dia.

Sidney Silva Gomes, de 42 anos, soldador, diz que sempre abastece em um posto na Camboa. “Eu venho sempre aqui, até porque moro perto. Acho o preço acessível e produto de qualidade”, avalia. Já Mário Lima Sousa, de 38 anos, autônomo, diz que sempre abastece com gasolina comum nos postos da área central da cidade e pela similaridade dos valores. “Como os preços estão parecidos, costumo encher o tanque nos postos do trajeto que sempre faço do Centro ao Jaracati”, relata.

Cobrança diferenciada

A possibilidade de cobrança diferenciada de acordo com a forma de pagamento foi aprovada pelo Senado, no primeiro semestre, que autorizou o desconto na compra de bens e serviços com pagamento à vista. Pela proposta, o lojista deverá informar, em local e formato visíveis ao consumidor, eventuais descontos oferecidos em razão do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado (cartão de débito ou crédito, cheque ou dinheiro).

Pesquisa ANP

De acordo com o levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a pesquisa semanal mais recente, entre os dias 9 e 15 de julho, mostra que a média cobrada na capital foi de R$ 3,212. Entre os 35 postos pesquisados, o menor preço ficou a R$ 3,090 e o maior valor cobrado, a R$ 3,399.

A reportagem não cita, mas há alguns postos de combustíveis  em São Luís revendendo gasolina comum a R$ 2,999 o litro. Nem precisa andar muito para encontrá-los.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta