PF faz a maior apreensão de cocaína em pó do ano
Quase meia tonelada de cocaína em pó tirada de circulação e do consumo

PF faz a maior apreensão de cocaína em pó do ano

(G1) A Polícia Federal (PF) apreendeu, ontem, quase meia tonelada de cocaína na BR-316,  em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, na última quinta-feira (17). Segundo a PF, essa é considerada a maior apreensão de cocaína em forma de cloridrato (cocaína em pó) realizada no país, este ano.

As investigações apuraram que  a droga vinha da Bolívia e tinha Belém como rota. A polícia teve dificuldade para encontrar a droga. Os pacotes estavam em dois tanques de combustíveis de uma carreta que vinha do Mato Grosso.

“Tínhamos informação apenas de que uma carreta vermelha acompanhada por outras duas estaria trazendo uma grande quantidade de entorpecente. E a partir de campanas e informações conseguimos abordar uma delas e, a partir de entrevistas com o motorista, desconfiança da reação dele e pelo cachorro que foi utilizado para farejar, detectou um ponto específico do caminhão e conseguimos encontrar a droga”, afirma Uálame Machado, da Polícia Federal.

O entorpecente foi apreendido em um posto de combustíveis no quilômetro 3 da BR-316. “Belém não é porta de entrada, mas com certeza faz partes das rotas do tráfico, porque tem saída para a Europa. E uma das saídas mais próximas da Europa, então, continua sendo utilizada e nós continuamos também em um trabalho repressivo muito forte”, afirma Machado.

Segundo a Polícia Federal, esta substância é considerada a forma mais pura da cocaína e por isso deveria ser comercializada na Europa. O material deve passar por perícia e, em seguida encaminhado para ser incinerado.

Quatro pessoas que faziam o transporte do entorpecente foram presos em flagrante e devem responder por tráfico de drogas.

 

Quase meia tonelada de cocaína em pó tirada de circulação e do consumo

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta