Oposicionistas mostram-se indignados com “intrigas da situação”
flávio Dino -intrigas da situação

Oposicionistas mostram-se indignados com “intrigas da situação”

Quanto mais a eleição de 2014 se aproxima, mais os factóides políticos se multiplicam. Por conta disso, os deputados Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Othelino Neto (PPS) repudiaram, na tarde desta segunda-feira (9), a notícia de que os deputados Roberto Costa (PMDB) e Alexandre Almeida (PSD) irão formular denúncia no Ministério Público Eleitoral (MPE) contra o presidente da Embratur, Flávio Dino, por suposta prática de abuso de poder político, propaganda antecipada e uso da máquina pública para promoção pessoal.

O próprio Flávio Dino (PCdoB) já  havia divulgado nota (abaixo) no domingo (8), após ler matéria no jornal O Estado do Marahão, da família Sarney, rebatendo as insinuações de que ele estaria, na condição de presdiente da Embratur,  cometendo  ilícitos eleitorais. Do lado da oposição, não há dúvidas

Rubens Jr. e Othelino: contra a “armação” dos situacionistas.

: a incursão contra o comunista  acusa o fato de Flávio Dino estar na liderança das pesquisas de opinião pública.

Hoje, durante a sessão vespertina  da Assembléia Legislativa, o líder do bloco da Oposição, Rubens Júnior, fez coro com Flávio Dino. Declarou que não faz sentido a denúncia dos deputados governistas, já que o movimento Diálogos pelo Maranhão , liderado por Flávio Dino e que acontece em várias cidades do Maranhão – objeto do ciúme dos  governistas -, tem amparo constitucional e legal para acontecer.

Rubens Júnior foi enfático ao afirmar que a administração da governadora Roseana Sarney (PMDB) dá sinais de que está desnorteada. “Este governo está sem rumo porque percebe, em todas as pesquisas, que o sentimento de renovação e de mudança no Maranhão é inevitável”, frisou.

O líder oposicionista observou que a classe política inicia um processo de ruptura com o atual governo procurando novos rumos, o que se reflete em vários fatos, entre os quais no rompimento do deputado Raimundo Cutrim (ex-PSD), que deverá filiar-se no próximo sábado (14) no Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

“A filiação do deputado Raimundo Cutrim ao PCdoB, no próximo sábado, se reflete, por exemplo, na adesão de diversas lideranças políticas que se filiarão ainda neste mês de setembro ‑‑ algumas para disputar as eleições que se avizinham por algo que é inédito na história política do Maranhão: pela primeira vez o grupo Sarney não tem os dois lados em 95% das cidades. Pela primeira vez não tem os dois lados. E isso tudo fez com que o governo entrasse em parafuso, ficando desnorteado, sem norte, sem saber o rumo, sem saber para onde ir”, enfatizou Rubens Júnior.

O deputado Othelino Neto disse que a suposta grave denúncia contra o presidente da Embratur, Flávio Dino, foi divulgada com cheiro de ‘matéria plantada’.

“Tive o cuidado de ler atentamente o conteúdo da matéria. O jornal governista deu tanto espaço para a matéria que até separou quais são as acusações que eles fazem contra o presidente da Embratur, e uma delas é a participação ativa em atos do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Ora, até gostaríamos que Flávio Dino viesse mais a São Luís, para participar dos atos com o prefeito; é um direito que ele tem enquanto cidadão”, argumentou Othelino Neto.

Ele frisou que a acusação partida dos deputados Roberto Costa (PMDB) e Alexandre Almeida (PSD) foi relatada na edição de domingo (8) do jornal ‘O Estado do Maranhão’, pertencente à família Sarney.

Othelino Neto observou que a decisão dos deputados da base do governo de ir ao MPE fazer denúncia contra Flavio Dino acontece após o Ministério Público Eleitoral informar que abriu investigação para apurar os gastos excessivos do governo do estado com o uso de helicópteros e aviões, que ultrapassam o valor gasto com transporte aéreo em outros estados. (Agência Assembléia, modificada)

 

Flávio Dino:  intrigas da situação.
flávio Dino -intrigas da situação

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Tendo em vista o teor de acusações infundadas lançadas nesta data em matéria no jornal da família Sarney Murad, venho esclarecer:

1.Ao contrário do que pensa o grupo Sarney, as pessoas podem promover e participar de reuniões políticas sem pedir permissão aos que se acham donos do Maranhão;

2.Jamais utilizei dos serviços de qualquer empresa contratada pela EMBRATUR na organização e realização do Diálogos pelo Maranhão;

3.Como cidadão e integrante do Governo Federal, posso participar de atos administrativos de qualquer prefeitura de qualquer parte do país, também sem necessitar de autorização da oligarquia;

4.Qualquer servidor público pode, fora do seu expediente de trabalho, comparecer e colaborar com a realização de reuniões que sejam do seu interesse;

5.As reuniões do movimento Diálogos são bem diferentes da campanha itinerante que o Governo do Estado está realizando. Não usamos helicópteros, aviões, automóveis, pagos com dinheiro público, nem precisamos utilizar máquina administrativa para reunir pessoas para debater sobre nosso estado;

6.Sob o amparo da Constituição e da Lei nº 9.504/97, informamos que o movimento Diálogos prosseguirá discutindo propostas para um novo modelo administrativo e promovendo as alianças políticas necessárias à mudança desse sistema político coronelista e ultrapassado;

7.As próximas reuniões ocorrerão em Lago da Pedra e cidades vizinhas, e todos estão convidados. Não deixaremos de trilhar o nosso caminho, com a serenidade e a coragem necessárias para cumprirmos os nossos compromissos com o povo do Maranhão. Está próximo o dia do fim da política de perseguição e ameaças no nosso Estado.

Flávio Dino, em 08 de setembro de 2013.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta