O pulo do Lobo
Edison Lobão ainda teria esperança de ser candidato a governador?

O pulo do Lobo

Do blog do Gilberto Leda

Quem acompanhou o noticiário político local na semana passada certamente der ter lido em algum lugar uma informação intrigante: o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), deixaria de lado o projeto de candidatura ao Governo do Maranhão para assumir o Ministério dos Esportes – com uma possível saída de Aldo Rebelo (PCdoB) para disputar o Governo de São Paulo.

Bem, os fatos mostraram que a articulação revelou-se nada mais que mera “fagulha”, mas anda longe de estar certo quem acha que tudo não passou de factoide.

A verdade sobre o caso é mais uma amostra de como o ministro das Minas e Energia, senador Edison Lobão (PMDB-MA), ainda sonha com a possibilidade de entrar na disputa maranhense pelo Governo do Estado.

Foi dele a ideia, segundo contam fontes bem situadas do blog em Brasília. E, caso se confirmasse, seria o ve

Edison Lobão ainda teria esperança de ser candidato a governador?

rdadeiro “pulo do Lobo”.

O que tentou o ministro foi o seguinte: convencer Dilma a apoiar Aldo Rebelo em São Paulo para contemplar o PCdoB sobre sua demanda de ter o apoio do PT a pelo menos um candidato a governador viável – atualmente, Flávio Dino representa isso, por isso tanto apelo dos comunistas por uma aliança com os petistas no Maranhão.

Com os desejos eleitorais do PCdoB contemplados – e muito melhor contemplados, diga-se de passagem, já que o Estado de São Paulo é muito maior (política e economicamente) do que o Maranhão -, Lobão passou ao atendimento dos interesses pessoais de Flávio Dino. E tentou costurar a sua nomeação como substituto de Rebelo no Ministério dos Esportes.

Nesse cenário, com Flávio Dino fora, Luis Fernando, pré-candidato do PMDB, seria convencido a também deixar a corrida eleitoral de 2014, para Lobão ser candidato praticamente único.

Flávio, contam as mesmas fontes, teria topado deixar para depois uma candidatura a governador para ser “o cara” da Copa do Mundo no Brasil. Mas o “acordão” não vingou, porque Dilma e o PT têm outros planos para São Paulo. Aldo Rebelo acabou sendo convencido a permanecer no Ministério e o PCdoB, então, não aceitou a jogada.

Encerrando em nada mais que um pequeno salto o que seria o  verdadeiro “pulo do Lobo”.

Nota do Blog do Machado

Sem nenhuma procuração para responder, duvidamos que tenha algo que faça Flávio Dino desistir de ser candidato a governador do Maranhão, em 2014. Boatos como esses aí de cima, supõe-se, teriam o simples objetivo de minar suas pretensões…

 

 

Encerrando em nada mais que um pequeno salto o que seria o  verdadeiro “pulo do Lobo”.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta