O buzinaço incomodou! O protesto pacífico pediu reajustes prometidos, mas soldado da PM é preso!

O buzinaço incomodou! O protesto pacífico pediu reajustes prometidos, mas soldado da PM é preso!

Reivindicando apenas os reajustes prometidos, PM é preso
( por Carlos Madeiro)
UOL Notícias – Um soldado da PM (Polícia Militar) do Maranhão foi preso, na manhã desta sexta-feira (14), acusado de desobediência ao regulamento disciplinar do Exército. Segundo colegas militares, ele seria um dos líderes do protesto que terminou na porta do Palácio dos Leões, sede do governo maranhense, na noite de quinta-feira (13).
O militar, identificado apenas como “soldado Leite”, recebeu a ordem de prisão do comando da PM. A prisão deve durar pelo menos três dias.
O ato reuniu cerca de 600 pessoas, conforme os militares.
“A prisão dele foi motivada por não se calar diante do descaso com que o governo trata os militares. Todas associações estão se movimentando, o clima aqui de revolta e indignação”, disse um militar que pediu pra não ser identificado.
Os militares pedem implantação de reajuste de 18% (mesmo percentual que foi concedido a servidores de outras categorias) e das perdas salariais, além de mudanças nos critérios de escalonamento, promoção e jornada de trabalho. O governo do Estado, porém, deu 7% de reajuste.
Segundo as associações militares, as propostas foram entregues ao governo e comando da PM e Corpo de Bombeiros no último dia 13. Nos próximos dias, os militares devem realizar assembleia para decidir os rumos do movimento.
“Daqui a 20 dias, se o governo não atender, paralisamos as atividades. Estamos sofrendo ameaças e não vamos aceitar”, disse o militar.
Outro lado
Em nota, o governo do Maranhão informou ao UOL que o Comando da PM determinou a prisão “por motivação administrativa em consequência da desobediência ao regulamento disciplinar do Exército, que é seguido pelos membros da corporação e estabelece as normas de conduta e comportamento da PM”.
O governo disse ainda que foi aberto um procedimento administrativo para apurar a conduta do policial, que pode ser punido.
A nota, porém, não cita se o fato que gerou a prisão foi liderar o ato dessa quinta-feira.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta