No Maranhão, greve termina na CEF, BB e bancos privados, mas continua no BNB e no BASA
Dos bancos públicos, voltam a funcionar agências do Banco do Brasil...

No Maranhão, greve termina na CEF, BB e bancos privados, mas continua no BNB e no BASA

O Sindicato dos Empregados dos Estabelecimentos Bancários do Maranhão, pela unamididade dos bancários maranhenses,  decidiu, nesta segunda-feira, em nova assembleia terminada à noite, pelo fim da greve nos bancos privados e públicos do Maranhão, exceto nas agências do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Banco da Amazônia (Basa), que continuam por tempo indeterminado.

Sábado (11), a categoria já havia rejeitado todas as propostas específicas da Caixa Econômica, do Banco do Brasil, do BNB e do BASA. Os bancários do Maranhão agiram de forma democrática e acataram a decisão da maioria dos sindicatos do país, que decidiu pelo fim da greve nesses bancos, mesmo posicionando-se enfaticamente contra a proposta rebaixada de 8% oferecida pela Fenaban.

Dos bancos públicos, voltam a funcionar agências do Banco do Brasil…

… e as agências da Caixa Econômica Federal.

Com a decisão da assembleia, as agências dos bancos privados, da Caixa Econômica e do Banco do Brasil retomam o atendimento ao público a partir desta terça-feira (15/10), exceto no Banco do Nordeste e Banco da Amazônia.Os bancários deflagraram a greve nacional no dia 19 de setembro, depois de rejeitarem a proposta anterior dos bancos, de 6,1% de reajuste sobre todas as verbas salariais.

Ato público e Assembleia

Nesta terça-feira (15), a partir das 9h, a categoria realizará ato público em frente ao Banco do Nordeste da Rua Grande, no Centro de São Luís.

No mesmo dia, às 17h, os bancários maranhenses voltam a se reunir na sede do SEEB-MA, na Rua do Sol, Centro de São Luís. O objetivo é fazer a avaliação do movimento e encaminhamentos para os dias seguintes. (Com informações Site do Sindicato dos Bancários)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta