Morre José Eduardo Dutra, ex-senador, ex-presidente da Petrobras e do PT
O ex-presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra(Sérgio Lima/Folhapress/VEJA)

Morre José Eduardo Dutra, ex-senador, ex-presidente da Petrobras e do PT

O ex-presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra(Sérgio Lima/Folhapress/VEJA)

 

LEIA TAMBÉM:Dutra teria participado da concepção do petrolão

Apesar de estar afastado da política desde abril de 2011 por recomendação médica, o dirigente era até hoje o primeiro suplente do atual senador Antonio Carlos Valadares.

O líder sindicalista e político nasceu no Rio de Janeiro em 11 de abril de 1957, mas desenvolveu toda sua carreira política no estado de Sergipe junto com Marcelo Déda, outro importante líder do PT que morreu em 2013.

Dutra começou sua carreira política como presidente do Sindicato dos Mineradores do Estado de Sergipe (Sindimina), que liderou entre 1989 e 1994, e como dirigente da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Em 1994, foi eleito senador pelo estado de Sergipe e fez enérgica oposição ao governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

Em janeiro de 2003, com a chegada de Lula ao poder, foi nomeado presidente da Petrobras, que comandou até julho de 2005.

Também foi presidente da subsidiária Petrobras Distribuidora entre setembro de 2007 e agosto de 2009, quando renunciou para disputar a presidência do Partido dos Trabalhadores.

Dutra foi eleito presidente do partido para o biênio 2010-2012, mas renunciou ao cargo em abril de 2011 por seus problemas de saúde, já que seus médicos recomendaram uma vida menos agitada.

Na qualidade de presidente do PT foi coordenador da campanha presidencial de Dilma em 2010 junto com o atual ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com o ex-ministro de Fazenda Antonio Palocci.

Na sexta-feira (2), o ministro do STF Teori Zavascki havia autorizado a convocação de Dutra para depor na Operação Lava-Jato, que investiga a organização criminosa dedicada a negócios ilícitos com a Petrobras.

(Com agência EFE)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 2 comentários

  1. Paulo Machdo

    ESTRANHO O NOTICIÁRIO DA MORTE DE JOSÉ EDUARDO DUTRA NÃO TER MENCIONADO SUAS “LIGAÇÕES” COM O PETROLÃO, POIS FOI PRESIDENTE DA PETROBRÁS NA ÉPOCA DURANTE O GOVERNO LULA!!! NO BRASIL QUEM MORRE VIRA SANTO????

    1. A matéria é da agência EFE, e faz referência, sim, à Lava jato e ao chamado “Petrolão”, através de um link. Mas você não queria que agredíssemos um morto, que tem família, filhos, esposa, netos?

Deixe uma resposta