Mirinzal – MP acusa prefeito,  secretário e toda a CPL de cometerem fraude em licitação
Prefeito Amauri Santos Almeida é citado pelo Ministério Público para responder por ação de improbidade administrativa

Mirinzal – MP acusa prefeito, secretário e toda a CPL de cometerem fraude em licitação

Prefeito Amauri Santos Almeida é citado pelo Ministério Público para responder por ação de improbidade administrativa

A ação foi baseada no artigo 11 da Lei de Improbidade Administrativa, que atenta contra a violação dos deveres de honestidade, imparcialidade e lealdade às instituições, como negar publicidade aos atos oficiais e frustrar processos licitatórios.

Diante disso, o MPMA pede que cada requerido seja condenado e sujeito à perda da função pública; suspensão dos direitos políticos pelo prazo de três a cinco anos; pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração recebida e condenação ao pagamento das custas e demais despesas processuais.

O blog se coloca à disposição dos citados para possíveis esclarecimentos.

As informações são de Lorena Araújo (Coordenadoria de Comunicação do MPMA)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta