Ministério Público assusta-se com a violência em São Luís e chama a sociedade para discutir o problema

Ministério Público assusta-se com a violência em São Luís e chama a sociedade para discutir o problema

São Luís registrou o aumento de 267% no número de mortes por armas de fogo dos anos de 2000 a 2010. Os dados são do Mapa da Violência 2013, organizado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, e colocam a capital maranhense em primeiro lugar, entre todas as capitais brasileiras. Em relação ao número de homicídios em geral, na mesma década, a evolução da violência é ainda maior: aumento de 344% de vítimas.

Para discutir esse tema e propor ações coordenadas que combatam a violência, o Ministério Público do Maranhão vai promover nesta  quarta-feira (18)

SãoLuís: a arma sempre apontada para o cidadão. E a violência fica fora de controle.

Promotor José Cláudio Cabral propõe o debate sobre a violência em SL

, às 14h30, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, a audiência pública “Os números da criminalidade na Grande São Luís”. O evento é organizado pelo promotor de justiça José Cláudio Cabral Marques, que é coordenador do Centro de Apoio Operacional do Controle Externo da Atividade Policial (CAOp-CEAP) do MPMA.

A evolução da criminalidade pode ser medida também pelo número de assaltos a coletivos. Foram registrados, em 2012, 260 assaltos na Região Metropolitana de São Luís. Em 2013, sem contabilizar o mês de dezembro, o número subiu para 530, totalizando aumento de 103%. “A situação é muito grave e requer um esforço conjunto das instituições e do Poder Público para combater o problema”, avalia Cabral.

Segundo pesquisa realizada pelo MP, no Instituto Médico Legal (IML), de 2010 a 2013, o número de homicídios também aumentou. Em 2010, foram registrados 535 homicídios; em 2011, 655; em 2012, 687; e em 2013, dados contabilizados até novembro, registram 848 assassinatos.

Uma das propostas que será lançada pelo MPMA, na audiência, é a criação do Observatório da Violência, em parceria com o Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MA), Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Uniceuma. (Ascom/PGJ)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta