Mais uma morte por raios na região do Munim. Em uma semana, 5 pessoas perderam a vida
Raios são frequentes na região do Munim...

Mais uma morte por raios na região do Munim. Em uma semana, 5 pessoas perderam a vida

Um homem identificado apenas como Izaquiel morreu no início da tarde desta segunda-feira (24) depois de ter sido atingido por descargas elétricas no povoado Santa Izabel, na cidade de Presidente Juscelino, distante 117 km de São Luís. Há três dias, outra queda de raio matou quatro integrantes de uma família num povoado de Cachoeira Gande

Segundo informações de moradores vizinhos, a vítima dests sábado estava na sala assistindo televisão quando o raio atingiu a residência. Ele morreu ainda no local, enquanto a casa ficou parcialmente destruída.

A tragédia na família fez a cidade de Cachoeira Grande se mobilizar no domingo para o velório e sepultamento das vítimas. O pai e outro filho, de três anos, também estavam na residência e estão hospitalizados no Djalma Marques (Socorrão I), em São Luís.

“Ele (Valdir) ia receber alta, mas quando ficou sabendo agora da morte da mulher e dos filhos ficou em choque e o médico preferiu manter ele lá. Estão todos muito abalados com essa tragédia” disse Mauro Silva Alves, irmão de Mariete.

Mais quatro mortos

Há três dias, a queda de um raio, no povoado Riacho Doce, zona rural do município de Cachoeira Grande, na região do Munim, deixou três pessoas – incluindo uma gestante – mortas e outras duas feridas e encaminhada em estado delicado ao hospital.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Cachoeira Grande, o município foi atingido por um forte temporal acompanhado de grandes descargas elétricas. O raio que ocasionou a tragédia caiu sobre a casa atingindo todos os moradores que estavam na residencia no momento.

Na casa moravam pelo menos cinco pessoas. A dona de casa identificada até o momento como Mariete, que estava grávida de oito meses, e mais dois filhos que estavam deitados na cama morreram no local. Sobreviveram ao acidente o pai da família conhecido como Valdir e uma criança, ambos deitados em uma rede.

As vítimas que ficaram em estado grave foram transferidos para o hospital Clementino Moura, o Socorrão II em São Luís.

Para o povoado Riacho Doce onde moravam seguiram  três urnas funerárias. Os corpos das vítimas foram velados na Vila Lindão, na casa dos avós maternos.

Os raios são frequentes na região do Munim. Em Janeiro, um jovem pastor evangélico identificado por David, de 37 anos, morreu após sofrer uma forte descarga elétrica enquanto fazia um trabalho de reparo no teto da igreja onde coordenava os trabalhos. A fatalidade aconteceu no bairro Vila Lindão no município de Cachoeira Grande, região do munim.

De acordo com informações preliminares, o líder evangélico estava utilizado um equipamento elétrica para auxiliar na cobertura da igreja com material de alumínio; quando o cabo energizado em precário estado de conservação, tocou na telha gerando a descarga que vitimou o pastor.

Em março, uma jovem identificada por Vanessa Rafizza, de 23 anos, residente no povoado Santo Antonio, zona rural do município de Cachoeira Grande, foi a óbito ao sofrer uma descarga elétrica no interior de uma residencia.

Segundo informações extra-oficiais, chovia durante a tarde, a jovem manuseava um secador de cabelo, quando sofreu a descarga elétrica provocada pelo raio.

Raios: alta incidência no Brasil

Raios são frequentes na região do Munim…

O Beasil é líder mundial na incidência deste fenômeno, que provocou a morte de 1.790 pessoas entre 2000 e 2014, segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A cada 50 mortes por raio no mundo, uma acontece no Brasil.

Para se ter uma ideia, a descarga gerada por um relâmpago tem intensidade mil vezes maior que a corrente elétrica que passa por um fio de chuveiro elétrico. As temperaturas de um raio podem chegar a 30 mil graus Celsius, cinco vezes mais elevada que a da superfície do Sol

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta