Mais dois presos assassinados na Penitenciária de Pedrinhas
Brigas com mortes viram rotina em Pedrinahs

Mais dois presos assassinados na Penitenciária de Pedrinhas

Ontem pela manhã, já haviam morrido três presos e  dois ficaram feridos, em mais uma rebelião na Penitenciária de Pedrinhas. Na madrugada de hoje (2),  o caldo voltou a entornar e o barril de pólvora teve outra explosão, no Centro de Detenção Provisória: mais dois mortos.

Marinaldo de Jesus Gaspar Castro e Julit da Paz Figueira Santana foram abatidos e mortos a tiros.

Mas a paz ainda não voltou ao Complexo de Pedrinhas, pois há notícias de que novas  brigas entre grupos rivais podem acontecer, a qualquer momento, o que revela a incapacidade da administração penitenciária  de dá um ponto final na situação.

Na manhã de ontem, três presos morreram – um foi decapitado – em tumulto  na Penitenciária de Pedrinhas. A versão divulgada pela direção de estabelecimentos penais é que tudo foi fruto de uma briga de grupos rivais, dentro do presídio. As mortes dos detentos foram confirmadas por Hamilton Assunção Louzeiro, secretário-adjunto de Assuntos Penitenciários,  informando que mais dois presos ficaram feridos e foram levados, “em estado grave” para um hospital.

O que causa estranheza é a presença de armas de fogo nas mãos dos presos, o que deixa a entender que a situação pode ficar totalmente fora de controle.

Brigas com mortes viram rotina em Pedrinahs

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. Gaudêncio

    Total incompetência de Roseana Sarney no quesito adminsitração penitenciária. Do jeito que estão matando presos, daqui a pouco os presídios não estarão mais superlotados. Será que é isso que estão querendo?

Deixe uma resposta