Mais de R$ 19 milhões repassados pelo Município de São Luís às escolas comunitárias, contabiliza Geraldo Castro
Deus seja louvado! Geraldo Castro anuncia menor tempo para repasses às comunitárias...

Mais de R$ 19 milhões repassados pelo Município de São Luís às escolas comunitárias, contabiliza Geraldo Castro

Deus seja louvado! Geraldo Castro anuncia menor tempo para repasses às comunitárias…

A Prefeitura de São Luís contabilizou esta semana o repasse de mais de R$ 3,5 milhões em recursos às escolas comunitárias da capital através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Programa Nacional de Alimentação de Creches (Pnac) e do Fundo de Manutenção da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais do Magistério (Fundeb). Desde 2013, foram repassados mais de R$ 19 milhões às escolas comunitárias e entidades filantrópicas.

A medida atende à política de transparência e responsabilidade no uso do dinheiro público, uma das diretrizes da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Os valores contemplam as instituições que não têm pendências documentais e já atualizaram a prestação de contas junto à Secretaria de Educação (Semed).

Somente através das verbas do Pnae/Pnac de 2013 foram pagos R$ 12 milhões a 237 entidades conveniadas. Por meio do Fundeb, já foram repassados R$ 7 milhões para 110 escolas comunitárias. Os recursos são provenientes do governo federal, repassados pelos municípios às escolas comunitárias e entidades filantrópicas conveniadas.

“As escolas comunitárias e a rede municipal de ensino têm o mesmo objetivo: garantir educação de qualidade para o desenvolvimento das nossas crianças. A nossa política sempre será de diálogo e fortalecimento desta modalidade escolar, a fim de que as escolas comunitárias possam realizar com dignidade o seu trabalho”, declarou o secretário de Educação, Geraldo Castro.

Com o propósito de estreitar o relacionamento com as escolas comunitárias e garantir celeridade na regularização de todos os convênios, a Prefeitura tem promovido reuniões de trabalho com os gestores dessas unidades de ensino. Só no mês de abril, dois eventos deste tipo já foram realizados.

“Queremos agilizar ainda mais todos os processos que envolvem as escolas comunitárias. Para isso, é importante que os gestores dessas unidades estejam atentos e bem informados quanto aos prazos, documentações e os recursos a que têm direito”, explicou o superintendente da área de Convênios e Projetos da Semed, Raimundo Silvino Gonçalves Ferreira.

PRINCIPAIS AÇÕES

Na educação municipal, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior já garantiu progressos nas áreas de material físico e humano, como a entrega de 15 mil livros didáticos às crianças da Educação Infantil e a contratação de 650 novos professores. Também foram realizados investimentos no transporte escolar, com a circulação de mais de 50 ônibus que atendem tanto a zona urbana como a comunidades mais distantes, na zona rural. Além disso, a entrega da versão preliminar do Plano Municipal de Educação (PME) assegura o planejamento a longo prazo, que fortalece a política de educação municipal.

Dentre os benefícios já alcançados pela categoria do magistério na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior estão o reajuste salarial de 9,5% e 1/3 de hora atividade, entre outras vantagens trabalhistas requisitadas pelos professores do município há seis anos.

SAIBA MAIS

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa Nacional de Alimentação de Creches (Pnac) visam subsidiar a alimentação escolar para as crianças matriculadas na educação básica em escolas públicas e comunitárias. Eles são executados através de transferência de recursos federais aos estados e municípios.

Em vigor desde janeiro de 2007 para atender a toda a Educação Básica, da creche ao Ensino Médio, o Fundeb promove a distribuição dos recursos para a educação nas diversas regiões do país, levando em conta a realidade socioeconômica de cada localidade. De acordo com o Ministério da Educação, o acompanhamento e controle da distribuição desses recursos são feitos por meio de conselhos criados especificamente para esse fim.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta