Língua afiada, Ricardo Murad muda o tom quando Justiça Federal bloqueia bens dele e de mais 12 do seu grupo
Ricardo Murad: bom de briga, mas surpreendido pela Jusitça Federal

Língua afiada, Ricardo Murad muda o tom quando Justiça Federal bloqueia bens dele e de mais 12 do seu grupo

 

Ricardo Murad: bom de briga, mas surpreendido pela Justiça Federal

R$ 17.526.202,24 (dezessete milhões, quinhentos e vinte e seis mil, duzentos e dois reais e vinte e quatro centavos) é o valor dos bens  do ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad e de mais 12 pessoas físicas ou jurídicas ligadas a ele que foram bloqueados por ordem do juiz Carlos Madeira, do Tribunal Regional Federal do Maranhão (TRF-MA). A decisão pede ainda a quebra do sigilo bancário dele e dos demais acusados por atos de improbidade administrativa, na gestão do Programa “Saúde é Vida”, entre 2009 e 2014.

Os outros 12 nomes citados na decisão judicial com ligações a  Ricardo Murad,  são: Antônio Gualberto Barbosa Belo, Ribamar Carvalho, Jorge Luiz Pereira Mendes, Fernando Neves da Costa e Silva, Inacio da Cunha Bouéres, Dalvenir Ferreira Lima de Souza, Julio Alberto Netto Lima, Leciana da Conceição Figueiredo Pinto, Maria José Cardoso Rodrigues Batista, Proenge Engenharia e Projetos Ltda., Renato Ferreira Cestari e Ussula de Jesus Macedo Mesquita.
Foi preciso essa decisão da Justiça Federal para que Ricardo Murad e seus aliados acordassem para a realidade,  e que a questão não pode ser tratada como simples revanchismo político. Ele comandou um grande programa de obras que consumiu centenas de milhões de reais de recursos públicos e contra ele pesam suspeitas de diversas irregularidades que começam a ser apuradas em várias instâncias, e uma delas é uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Assembléia Legislativa.
Murad baixou a bola, ao reconhecer que, além dele próprio, algumas empresas e seus dirigentes “são alvos de perseguição e podem sofrer a qualquer momento ações de mandados de busca e apreensão por parte da Polícia Federal”. E, no estilo de sempre, divulgou nota pelas redes sociais, dizendo que em nenhum momento foi ouvido pela Justiça a fim de se explicar sobre as acusações. Para ele,  a ação foi maldosamente proposta pelo Estado:
–  “Tenho absoluta convicção de que assim que nos manifestarmos S.Exa. terá conhecimento dos fatos verdadeiros e haverá de revogar as medidas tomadas hoje”, disse, em tom humilde, dirigindo-se ao juiz que bloueara os seus bens.
Pela decisão, Murad e os demais citados  tem o prazo de 30 dias para encaminhar os documentos solicitados pelo juiz federal. Assim, ele deve se  colocar à disposição da Justiça para quaisquer esclarecimentos. Em nota, onde apesar de acusar o goveernador Flávio Dino de perseguição, Murad muda o tom do discurso. Diz ele:
– “Em uma ação maldosamente proposta pelo estado, baseada numa auditoria falsa produzida pela secretaria da transparência criada para perseguir seus adversários, Flávio Dino induz juiz federal a um equívoco. A decisão liminar foi dada sem nos ouvir, e tenho absoluta convicção de que assim que nos manifestarmos S.Exa. terá conhecimento dos fatos verdadeiros e haverá de revogar as medidas tomadas hoje. Como sempre afirmo, eu e todos da minha equipe da secretaria de estado da saúde estamos à disposição da justiça para prestar todas as informações necessárias a cerca da nossa gestão e tenho certeza que nossos esclarecimentos porão abaixo a fabrica de mentiras e maldades produzidas pela “gestapo” de Flávio Dino. Se tivéssemos tido a oportunidade de prestar as informações antes da apreciação da liminar, tenho absoluta certeza que o juiz federal Dr. Carlos madeira teria outra decisão que não esta. Continuamos confiantes na justiça”.
Por que a acusação  de perseguiçao  de Ricardo Murad ao chefe do Executivo e a seu secretário de Transparência?  Ainda em junho deste ano, a Secretaria Estadual de Transparência e Controle do Maranhão acusou irregularidades cometidas no Programa “Saúde é Vida”, entre 2009 e 2014. A primeira denúncia foi relativa a um suposto hospital fantasma na cidade de Rosário, que já deveria estar pronto ainda este ano, mas quase não sai do papel. Em seguida, foram apontados desvios de verbas nas reformas do PAM Diamante e do Hospital Carlos Macieira, em São Luís.
As denúncias repercutiram na Assembleia Legislativa do Maranhão, onde um grupo de  parlamentares  protocolou, no mês seguinte,  uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar as denúncias. Atualmente, a CPI, que tem os deputados Fernando Furtado (PCdoB) na relatoria e Levi Pontes na presidência, está na fase de reunir provas para basear todas as suspeitas de irregularidades.
O ex-deputado estadual e ex-secretário Ricardo Murad, que sabe tudo do parlamento estadual, estava preparado parar enfrentar a CPI e seus membros, alguns dos quais já vinha destratando, publicamente.  Mas,  como um pássaro, foi abatido em pleno vôo, com a decisão da Justiça Federal de determinar o bloqueio dos seus bens.
Isso depois que circularam fortes boatos de que ele e os 12 citados de seu grupo poderiam ser presos… E, numa hora dessas, qualquer valente afrouxa…
.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 2 comentários

  1. Francisco das Chagas Nóbrega

    QUEM SOU EU?

    Tenho o apoio INTEGRAL do PIG (Partido da Imprensa Golpista). Sou, na verdade, um astro da sonegadora globo. Meu maior ídolo e modelo profissional é joaquim barbosa, aquele que costumava julgar e condenar sem provas, baseado apenas no “amplo conhecimento dos fatos” — este também é, e sempre foi, um artista global. Adoro, também, aquela frase do DITADOR joão figueiredo quando dizia “eu prendo e arrebento”. Aliás, outro dito que muito me fascina é aquele do rubem ricúpero: “nós não temos escrúpulos”. Com o PODER que eu tenho, eu PROTEJO e BLINDO os políticos do corrupto e entreguista psdb, do dem, e de alguns outros partidos que pensam e desejam, irresponsavelmente, um golpe na DEMOCRACIA deste país, sem pensar nas TRISTES e CATASTRÓFICAS consequências econômicas e sociais para o Brasil e para o povo brasileiro. Como não poderia deixar de ser, a minha esposa advoga para o psdb. Trabalho na “vaza” jato, onde somente vazam as notícias que sejam contra o PT. Para “julgar” e condenar políticos do PT eu sou uma ÁGUIA. Agora, para julgar os malfeitos do psdb e de outros partidos DE DIREITA, eu sou de uma MOROsidade INCRÍVEL. Aliás, causas jurídicas contra políticos do psdb eu mando arquivar, deixo prescrever, etc., etc. Na verdade, na verdade, eu sou, nada mais nada menos do que um verdadeiro TUCANO! Quem sou eu?

  2. manoelvalle

    Este viuvo do poder nao diz o que faz em coroata, demitindo professores sem tambem ouvi-los. Como quer tratamento diferenciado. Ele nao tá acima da lei.

Deixe uma resposta