Jovem é detido em protesto contra o novo julgamento do mensalão
STF: decisão para bacanas gerou protestos e prisão

Jovem é detido em protesto contra o novo julgamento do mensalão

A Polícia Militar não revelou o nome do rapaz, mas ele foi  detido por desacato à autoridade durante protesto contra os embargos infringentes na Ação Penal 470, o processo do mensalão.  Os manifestantes se reuniram ontem (18/9),  em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) para protestar, quando foram surpreendidos pela PM.

Cerca de 100 pessoas compunham o grupo quando os ministros iniciaram a sessão para análise sobre a validade dos recursos que permitem a reabertura do julgamento de 12 réus condenados na ação penal. Ao longo da tarde, o número caiu para 50 participantes, segundo o sargento Damião Quezado, da assessoria de comunicação da Polícia Militar do Distr

STF: decisão para bacanas gerou protestos e prisão

ito Federal.

Além do aumento do efetivo de seguranças do STF, a área em volta do prédio foi cercada com grades de proteção, inclusive a Estátua da Justiça. Policiais militares e do batalhão de trânsito também monitoraram o protesto. Alguns manifestantes conseguiram romper uma das barreiras montadas, mas não conseguiram acessar o prédio. O grupo levou faixas, cartazes e máscaras para protestar.

Depois que o ministro Celso de Mello votou a favor dos recursos, alguns manifestantes atiraram pedaços de pizza no prédio e correram em direção ao Palácio do Planalto, derrubando as grades de proteção. Houve tumulto com a polícia, que usouspray de pimenta para conter o grupo. Uma pessoa foi detida por desacato à autoridade. Após a confusão, os manifestantes se dirigiram ao acampamento em frente ao Congresso Nacional. (Com informações da Agência Brasil)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. josé júnior

    Quem tem que ser detido não é! Triste essa justiça Brasileira!

Deixe uma resposta