Jogo sucessório – Será que a oposição vai pisar na  casca de banana jogada por Roseana?
Roseana Sarney: um olho no ferro, outro a ferradura, espalhando versões para confundir a oposição.

Jogo sucessório – Será que a oposição vai pisar na casca de banana jogada por Roseana?

Jacques Khalil, especialista em “mentiras”, propondo que troquemos o 1° de abril pelo  Dia da Verdade,  ensina-nos “que, às vezes, temos que rasgar as cortinas, desfazer a peça, chacoalhar os atores, esquecer as personagens, bagunçar o roteiro, dispensar os expectadores e parar o teatro!”

O blog não é porta-voz nem de pessoas ou de grupos. Por isso, vê com desconfiança a versão espalhada por Roseana Sarney de que não vai se afastar do governo, ficando até o final do mandato  para garantir a eleição do seu secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva,  ao Governo do Estado.

Pergunta-se: para que serviu, então, todo o esforço de mandar o vice-governador Washington Oliveira para o Tribunal de Contas do Estado, onde já se encontra devidamente aboletado?

Todos sabem que a intenção de defenestrar o vice teve como objetivo a possível  realização de uma eleição indireta pelo Poder Legislativo para colocar uma pessoa de confiança do grupo Sarney/Murad no Palácio dos Leões, no lugar de Roseana. Da parte do governo, falam dos nomes de Luís Fernando, João Abreu e Arnaldo Melo… O desembargador Guerreiro Júnior já teria se candidatado. E os partidos de oposição, no caso da bionicisse,  também teriam seu candidato.

No espectro doPalácio dos Leões, o ungido teria o papel de trabalhar pelas candidaturas de Roseana Sarney para o Senado (ou Câmara Federal para, aí sim, negociar a vaga de senador) e de Luís Fernando para o Governo.

O “PPS de Eliziane Gama” e o “PSB de Roberto Rocha” que fiquem espertos. Quando o grupo diz que vai usar  a vaga de candidato a Senador para atraí-los, pode ser mais uma cenoura oferecida com o intuito de desestabilizar  a oposição.

Além disso, qualquer pessoa medianamente informada sabe que Roseana Sarney precisa do mandato para garantir a imunidade dela e dos seus chegados, depois que sair do governo e precisar resolver as broncas dele decorrentes…

Uma segunda interpretação aponta para o medo que Roseana  possa ter de perder a eleição para o Senado, reformulando o seu projeto para a disputa de uma cadeira de deputada federal.

Roseana Sarney: um olho no ferro, outro a ferradura, espalhando versões para confundir a oposição.

Mas que a goerndora deixará o Palácio em abril, esta a versão mais próxima do que vai acontecer, e já está desenhada na “engenharia política” do grupo Sarney para tentar manter-se no poder. Não sendo esta a versão mais verossímel,  como deseja  Khalil, invertamos o nosso tão popular 1º de abril.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. regina

    O nome desse filme é. O jogo da vida!

Deixe uma resposta