Jogando no mesmo time! Dilma estuda cada passo para não atingir família Sarney
De olho nas eleições, Dilma quer preservar família Sarney...

Jogando no mesmo time! Dilma estuda cada passo para não atingir família Sarney

BASTIDORES: Débora Bergamasco – O Estado de S.Paulo

Todos os movimentos do governo federal para tentar ajudar a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), a conter a onda de barbárie iniciada na Penitenciária de Pedrinhas, em São Luís, são milimetricamente estudados para não causar nenhum tipo de melindre à família Sarney. O cuidado excessivo tem motivo: garantir o apoio dos peemedebistas maranhenses durante a campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

De olho nas eleições, Dilma quer preservar família Sarney…

Dilma tem em mãos um mapa dos delegados do PMDB em todo o País. O levantamento mostra quantas pessoas de cada Estado têm direito a votar nas reuniões da executiva do partido. É o grupo que orienta as decisões nacionais do PMDB. E o Maranhão está entre os campeões de delegados: são mais de 40.

Trocando em miúdos: o PT não pode sair culpando o clã Sarney pelo caos do sistema prisional no Estado porque não pode se dar ao luxo de comprar briga com a turma do Maranhão. Assim, arriscaria perder dezenas de votos que podem levar o PMDB a tomar decisões que contrariem os interesses do Partido dos Trabalhadores em ano eleitoral. Até porque, há muitos problemas ainda para resolver com a sigla aliada em Estados também muito representativos, como Rio, Ceará e Bahia.

Anteontem, Dilma não gostou quando a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, responsabilizou Roseana Sarney pela violência nos presídios estaduais. E calculou que o estrago poderia até ter sido maior, caso a declaração tivesse sido feita em um mês politicamente mais animado do que janeiro.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta