Jefferson Portela fala de “herança maldita” na Segurança Pública, ao ser entrevistado na Guará

Jefferson Portela fala de “herança maldita” na Segurança Pública, ao ser entrevistado na Guará

Em entrevista que foi ao ar nesta terça-feira (4), no programa “Avesso”, da TV Guará, o delegado e futuro secretário de Segurança do Maranhão, Jefferson Portela, comentou  sobre , a herança deixada por seus antecessores na pasta.

Antes fez questão de avaliar o trabalho desenvolvido pelo também delegado e atual titular da pasta, Marcos Affonso. Segundo ele, a  passagem de Afonso  aconteceu num momento turbulento e após vários erros de gestão, querendo dizer com isso  que o colega teve pouco tempo para imprimir sua marca, já que a ação programática tem a   cara do governo atual.

Mas Jefferson Portela endureceu o tom ao responder perguntas de Américo Azevedo Neto sobre Aluísio Mendes:

– “A herança é difícil num todo. Na concepção doutrinária e, pior,  na direção. Faltou inteligência e houve um descompromisso com o social. Por que um secretário tem que entregar a chave de uma viatura a um prefeito? Isso é um desrespeito ao policial. O governo pecou desde o ingresso dele (Mendes) na Secretaria. Ele jamais deveria ter passado por lá,  pois não tem capacidade de comandar.”

A Jefferson foi  perguntado, também, como ele encara a relação dos funcionários da secretaria com os antigos gestores. Portela foi incisivo: “Não permitiremos nenhuma sabotagem”.

  Pacto pela vida – A entrevista trata ainda do Pacto pela Vida, proposta de campanha de Flávio Dino nos moldes do que foi feito pelo Governo de Pernambuco. Para atingir essa proposta, Jefferson Portela explicou que os comandos trabalharão com metas e prazos para redução dos índices de criminalidade no estado. Segundo o futuro secretário, as ações ocorrerão de forma integrada com outras secretarias, mas serão comandadas pelo governador eleito:

– “Nós já estamos nos reunindo desde já para traçar uma radiografia do Sistema de Segurança. A partir daí vamos sentar com os demais secretários para sabermos exatamente como será a nossa atuação. Tudo isso sob a coordenação de Flávio.”

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta