Já temos pena de morte no Maranhão, diz Eliziane Gama
Eliziane diz que já tem pena de morte no MA

Já temos pena de morte no Maranhão, diz Eliziane Gama

Eliziane diz que já tem pena de morte no MA

O Maranhão já tem  pena de morte não institucionalizada, porque, só este ano, já ocorreram   mais de 20 mortes   dentro do sistema prisional do Estado. A afirmação se deu hoje pela manhã, (28) na Assembléia Legislativa, onde a deputada Eliziane Gama (PPS) , presidente  da Comissão de Direitos Humanos e Minorias,   mostrou  dados apresentados durante audiência pública realizada sobre o Sistema Prisional do Estado:

– “Ontem realizamos uma audiência pública muito importante nesta Casa para debater o sistema prisional no Maranhão, que é preocupante., disse ela.

Para a deputada, “quando se fala em pena de morte, pensa-se logo  nos EUA , e há certo choque, especialmente nos grupos de defesa de  direitos humanos em todo o mundo. Mas, quando se faz uma análise do Maranhão o que temos praticamente no nosso Estado é uma pena de morte não institucionalizada,  pelo que vem ocorrendo no seu  Sistema Prisional”, discorreu

A deputada questionou a quantidade de mortes e afirmou que os motivos precisam ser investigados. Ela Depois de lembrar  que só na ultima semana foram registradas três mortes no Complexo de Pedrinhas, a deputada defendeu que os motivos precisam ser investigados:

– “Por que se tem tantos casos de assassinatos dentro do sistema prisional? O que, de fato está acontecendo? Se fala que há facções, e acredito que haja, e fica claro quando um preso é transferido para outra cela de um adversário e  tem  morte imediata. Temos recebido informações de familiares de que , às vezes , alguém fala alguma coisa e gera descontentamento. Por  isso acaba sendo assassinado de uma forma imediata”, enfatizou.

A deputada do PPS  disse que é motivo de muita preocupação os diversos problemas dentro do sistema carcerário que impossibilitam a ressocialização do detento:, como  superlotação, falta de valorização do profissional da área,   não realização de concurso públicos, dentre outros..

Eliziane aproveitou a tribuna para falar sobre o problema do tamanho do efetivo de policiais no Maranhão que, na sua opinião,  é insuficiente para atender população. “O Maranhão é o Estado com a menor quantidade de policiais militares  e civis,  na relação  por habitantes, no Brasil. Temos um total de 7.493 policiais, ou seja, um policial para cada 877 habitantes. Para ter ideia: Brasília tem um policial para 170 habitantes, uma diferença muito grande!”, lamentou.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. Paraíba

    Eliziane tu tá malhando em ferro frio. Roseana e Ricardo Murad tão querendo é só se dá bem. Preso que morra, se não tão ligando pra quem tá solto.

Deixe uma resposta