Instrutor de kitesurf lituano morre baleado em praia do Ceará
Simonas, o instrutor de kitesurf assassinado no Ceará

Instrutor de kitesurf lituano morre baleado em praia do Ceará

Mãe da vítima diz  que ele “amava muito o Brasil”, onde já estivera por três vezes

Ele amava o Brasil, onde já estivera por três vezes. Mas sua história com o país terminou de forma trágica: o instrutor de kitesurf, Simonas Agintas, 32, foi morto na noite desta sexta-feira (22), na praia de Paracuru, a 87 Km de Fortaleza. De acordo com o  Comando de Policiamento do Interior (CPI), o kitesurfista que era natural da Lituânia estava no Bairro Lagoa, quando foi abordado por um homem que efetuou os disparos – um no queixo, outro no peito.

A Polícia suspeita que Simonas foi vítima de um  assalto, na casa onde estava. Ele chegou  a pedir socorro por telefone a um amigo após ser baleado. Foi encontrado desacordado e encaminhado para o hospital do município, mas não resistiu ao ferimento e morreu. Ainda segundo a polícia, o instrutor estava na praia de Paracuru, no litoral oeste do Ceará, desde o dia 17 de outubro.

A polícia acrescentou que não foi encontrado dinheiro e nenhum objeto pessoal junto com o kitesurfista. Além disso, o instrutor de kitesurf estava com um corte na mão. Uma possível prova de que ele poderia ter reagido ao assalto.

O corpo de Simonas Agintas deverá ser cremado na capital e enviado para a cidade natal do kitesurfista, Silute, na Lituân

Simonas, o instrutor de kitesurf assassinado no Ceará

ia. Familiares e amigos do  kitesurfista deixaram mensagens de amor e saudade na página do Facebook de Simonas.

AMAVA O BRASIL

A mãe e o irmão do lituano Simonas Agintas, devem chegar a Fortaleza nesta segunda-feira (25). Janina Agintienė disse não ter muitas informações sobre o que aconteceu com o filho e soube da morte de Simonas por meio de uma ligação de um amigo dele. Era terceira vez que a vítima vinha ao país. “Ele amava muito o Brasil”, afirmou a mãe. Ela informou, ainda, que Simonas planejava ficar três meses na praia, onde alugou uma casa.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta