Homicídios caem 55% em julho de 2017, em comparação com o ano passado

Homicídios caem 55% em julho de 2017, em comparação com o ano passado

Foto: Divulgação. Fonte: Secap

Arma na mão, disparo no cidadão…

O superintendente reitera que as ações diretas do Governo do Estado influem positivamente no controle dos homicídios e na diminuição dos índices gerais de criminalidade. Diniz destaca que a criação da SHPP tornou mais qualificada a investigação destes casos, por contar com equipe exclusiva e especializada. A aquisição da Delegacia Móvel para agilizar a solução destas ocorrências e os investimentos em estrutura, efetivo e equipamentos fizeram crescer em mais de 50% o índice de resolutividade dos casos deste tipo de crime.

Intensificadas, as operações nos bairros e nos coletivos realizadas pela Polícia Militar, resultaram em mais segurança para a população e menos casos registrados. “A gestão do governador Flávio Dino e do secretário Jefferson Portela somou para darmos mais dinâmica e agilidade nas ações, e, também, no melhor uso dos recursos disponíveis com a valorização e motivação dos policiais. São investimentos em capacitação, concessão de promoções, reconhecimento da meritocracia, o que contribui para a melhorar a oferta do serviço à população”, reitera o superintendente da SHPP.

Operações como a ‘Busca Implacável’, monitoramento nos bairros pelas equipes do Comando de Policiamento de Área Metropolitana (CPAMs I, II e III) e Ronda da Comunidade contribuíram para a redução neste índice de violência na região. A cobertura regular dos bairros é garantida ainda com o atendimento nas unidades, em rondas permanentes nas ruas e avenidas e durante as blitzen realizadas em pontos mais estratégicos (com abordagens a veículos e pessoas, apreensão de documentos e drogas, prisão de suspeitos). O trabalho das polícias inclui ainda operações preventivas e repressivas de combate ao crime; e atividades educativas, sociais e de sensibilização nas escolas e comunidades atendidas.

Outra medida de efeito positivo para esta queda nos registros foi a mudança do atendimento nas delegacias com a descentralização de alguns serviços para as novas superintendências criadas. Com a medida, foram priorizadas demandas como autuações, registro de ocorrências e a apuração de casos, deixando os distritos mais próximos do cidadão. A instituição de dois novos canais de denúncias 24 horas – o Whatsapp (98) 9.9163-4899 e o aplicativo ‘Byzu 2.0’; e mais recentemente, o Instituto de Genética Forense, que realiza exames a partir do perfil genético.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta