Grande parte da Nação chora a confirmação da condenação de Lula, acusado de corrupção

Grande parte da Nação chora a confirmação da condenação de Lula, acusado de corrupção

O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, em Porto Alegre, acaba de confirmar e ampliar, por unanimidade, a sentença do juiz Sérgio Moro em processo da Lava Jato.

O ex-presidente Lula foi julgado pela 8.ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) nesta quarta-feira, 24. Todos os desembargadores já votaram e seguiram a decisão do juiz Sérgio Moro, que já havia condenado Lula na primeira instância. Os desembargadores ampliaram a pena do ex-presidente de 9 anos e seis meses para 12 anos e 1 mês. Ainda cabe recurso por parte da defesa.

Em todo o Brasil, o dia foi de manifestações, a favor e contra Lula. Mesmo prevendo o resultado do julgamento, a maioria dos petistas e simpatizantes do ex=presidente está inconformada e promete continuar a luta em defesa do seu líder.

Porto Alegre

Em Porto Alegre, o coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri, afirmou que o tribunal que condenou em segunda instância o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumpriu o que se esperava dele. “Agora, temos um poderoso abaixo da lei”, disse o jovem.

Kataguiri contemporizou o fato de os protestos convocados pelo MBL terem tido baixa adesão. “O momento é diferente. O que acontece é algo natural. O que vem ocorrendo é uma institucionalização do movimento”, afirmou o líder do MBL, que nas próximas eleições, em outubro, vai lançar candidatos a deputado federal e estadual.

O próprio Kataguiri confirmou que será candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados, mas ainda não definiu por qual partido.

A decisão da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) de manter a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção e lavagem de dinheiro não vai alterar os planos eleitorais do PSOL, segundo o presidente do partido, Juliano Medeiros. “Não muda nada nossos planos. Já esperavamos que a decisão seria isso”, afirmou.

“É lamentavel que os desembargadores tenham comprado integralmente a tese do Ministério Público. E não só comprado como aumentado a pena. Continua não havendo qualquer prova”, afirmou Medeiros. (Thiago Faria).

Após decisão unânime contra Lula, Bolsa fecha pregão pela 1ª vez acima dos 83 mil pontos. Ibovespa encerrou a sessão em alta de 3,72%, a 83.680 pontos, na máxima histórica e em novo recorde absoluto de pontuação; dólar fechou a sessão em queda de 1,93%, cotado a R$ 3,1

 

Protestos

  • MTST
    Marginal Pinheiros e rodovias Dutra e Régis Bittencourt estão bloqueadas por manifestantes. Segundo coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, atos são em favor do ex-presidente Lula.  Mas, e ainda adiantam?

     

    Foto: Marianna Holanda/Estadão

    Marianna Holanda/Estadão
    O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin, deixa o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre.

    Muito criticado nesta quarta-feira pela opção de não comparecer a eventos públicos para acompanhar o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) publicou há pouco no Twitter uma imagem em que aparece acompanhando o julgamento pela televisão.

  • Caso os manifestantes contrários à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiam da Praça da República, na região central de São Paulo, o trajeto combinado entre Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Polícia Militar (PM) é até a Avenida Paulista, na altura da Rua Augusta.No comando da Polícia Militar, o tenente Crúvel disse que não permitirá a chegada do ato ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) para evitar confrontos com grupos favoráveis à condenação, como o Movimento Brasil Livre (MBL), Vem pra Rua e Revoltados Online.
  • Por meio de sua Assessoria de Imprensa, o TRF-4 esclareceu o passo a passo da execução provisória da pena, em caso de julgamento criminal no segundo grau. Quando a condenação é por unanimidade, caso do julgamento desta quarta-feira, a execução se dá após o julgamento dos embargos de declaração pela própria turma, esgotando o julgamento de segunda instância.
  • O presidente municipal do PT em São Paulo, vereador Paulo Fiorilo, afirmou que esta quarta-feira é o “começo de uma luta que vai levar Lula à Presidência da República”.
  • “A imprensa estava me perguntando quais são os nossos planos A, B e C. O PT não tem plano B. É Lula candidato à Presidência da República. Precisamos mobilizar o País para dizer que não aceitamos essa condenação injusta contra o presidente Lula”, afirmou o deputado federal José Guimarães, durante protesto a favor do ex-presidente na Praça da República, no centro de São Paulo. “A eleição é com Lula. Se eles querem nos derrotar, que venham pra rua, como nós, para disputar o voto do povo.”
  • 3 a 0. E agora, Lula? Veja aqui quais são os cenários possíveis para o ex-presidente, após sua maior derrota na Operação Lava Jato.
  • O secretário de Segurança do Rio Grande do Sul, César Schirmer, comemorou a operação dos últimos dias em Porto Alegre para o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4).“Estamos todos gratificados. O que aconteceu hoje e ontem em Porto Alegre foi uma afirmação da democracia”, afirmou o secretário. “E democracia significa o respeito às manifestações de qualquer natureza, obviamente no limite da lei, no limite do respeito da divergência. No limite dos ditames constitucionais e da ordem pública. Porto Alegre está dando um exemplo notável de afirmação democrática e é isso que precisamos”, concluiu.Manifestantes a favor da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva soltam fogos de artifício na região da Avenida Paulista para comemorar o resultado.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta