Governo define agenda com empresários para solucionar problema energético no Maranhão

Governo define agenda com empresários para solucionar problema energético no Maranhão

A Secretaria de Indústria e Comércio do Maranhão (Seinc), em parceria com a Companhia Energética do Maranhão (CEMAR) e Eletronorte, promoveu encontro, nesta última terça-feira (10), com empresários de diversos setores do estado. A reunião teve como objetivo debater a atual situação energética no Maranhão, os investimentos que as companhias estão fazendo para os próximos dez anos e definir uma agenda positiva de encontros para resolver os problemas dos empreendedores com o setor.

Sobre isso, o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo reforçou a necessidade de diálogo constante com os empresários em prol do desenvolvimento do Maranhão. “Temos a missão de ajudar o governador Flávio Dino a fomentar o desenvolvimento no estado. É preciso que todos os setores produtivos se sintam inseridos no plano de crescimento do Maranhão”, explicou Simplício.

A Eletronorte apresentou os atuais sistemas de transmissão instalados no estado e afirmou que a companhia faz planejamentos a curto, médio e longo prazo, sempre embasados nas estimativas de consumo geradas pelo Operador Nacional do Sistema (ONS).

Segundo Omar Barroso, gerente de obras da empresa para o Maranhão e Piauí, existem sete sistemas de fibras óticas que estão em construção e sete subestações que serão construídas em breve, que atenderão as expectativas de consumo definidas pela companhia para os próximos anos.

A Cemar afirmou que a companhia está realizando, de maneira contínua, investimentos em todo o estado. Segundo os representantes da empresa, de 2004 a 2014 houve um aumento significativo nos pontos de suprimento de energia instalados em pontos estratégicos no interior do estado, visando aumentar a capacidade energética.

Em 2004, segundo dados da empresa, existiam nove pontos de suprimentos no Maranhão. Atualmente, três novos pontos estão em funcionamento – Balsas, São Luís e Encruzo Novo – e quatro estão referendados – Chapadinha, Caxias, São Luís e Rprei. Além disso, desde 2004, a CEMAR investiu mais de R$ 3,5 bilhões visando suportar a expansão e melhoria da sua rede de distribuição.

O secretário de Indústria e Comércio afirmou que é preciso construir uma agenda positiva para estreitar a relação dos empreendedores com as companhias. “Vamos implementar, a partir de hoje, uma agenda positiva onde iremos, de maneira sistemática, ouvir os empresários e, juntamente com a Cemar e Eletronorte, tentar resolver os gargalos que impedem o crescimento do nosso estado”, completou o secretário Simplício Araújo.

Participaram também da reunião representantes da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema); Associação Comercial do Maranhão (ACM); e Associação dos Agricultores do Maranhão.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta