Governo  anuncia  auxilio a famílias dos maranhenses mortos em SP
Maranhenses mortos ficaram sob esses escombros

Governo anuncia auxilio a famílias dos maranhenses mortos em SP

Maranhenses mortos ficaram sob esses escombros

O governo do Estado divulgou, hoje, (29) nota de pesar e solidariedade às famílias dos sete maranhenses mortos, soterrados no desabamento de prédio, em São Paulo. Da mesma forma, a nota fala em auxílio do governo para o custeio de despesas básicas, necessárias num momentos desses. Pelo menos seis  corpos das vítmas  chegam hoje a Imperatriz

 Na manhã de hoje, o corpo da sétima vítima maranhense foi encontrado. Ao todo, já são nove mortes confirmadas na tragédia. A governadora Roseana Sarney se solidarizou com familiares e amigos dos operários naturais dos municípios de Imperratriz, Caxias, Grajaú e Barra do Corda.

Os corpos dos maranhenses mortos no desabamento devem chegar à Imperatriz nesta quinta. Ao chegarem a Imperatriz, os corpos serão transportados para Barra do Corda e Caxias, onde moram as famílias das vítimas.

Entre os benefícios que o governo do Estado garantirá às famílias está o Auxílio-Funeral, que é uma prestação temporária, não contributiva da assistência social, em pecúnia, por uma única parcela, ou em bens de consumo, para reduzir vulnerabilidade provocada por morte de membros da família e atenderá as seguintes necessidades. Além disso,o governo deverá arcar com as despesa de urna funerária, velório e sepultamento.

Leia, abaixo, a nota na íntegra:

Nota de Pesar

“Entristecida com a morte dos sete maranhenses no desabamento de obra no estado de São Paulo, a governadora Roseana Sarney se solidarizou com familiares e amigos dos operários naturais dos municípios de Imperatriz, Caxias, Grajaú e Barra do Corda.

Uma grande tristeza se abateu sobre todo o Estado, pois eram jovens e trabalhadores, que ainda teriam muito a contribuir para o Maranhão. Que Deus conforte os familiares”, declarou a govenadora, complementando que a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc) está auxiliando as famílias nesse momento de dor e sofrimento”.

Confira a lista dos mortos:

– Claudemir Viana de Freitas, 28 anos, Barra do Corda (MA)
– Marcelo de Sousa Rodrigues, 22 anos,  Barra do Corda (MA)
– Ocirlan Costa da Silva, 19 anos, Mirador (MA)
– Antônio Carlos Carneiro Muniz, 36 anos, Grajaú (MA)
– Raimundo Barboza de Souza, 38 anos, Imperatriz (MA)
– Leidiano Teixeira Barbosa, 27 anos, Barra do Corda (MA)
– Felipe Pereira dos Santos, 20 anos, Imperatriz (MA)
– Raimundo Oliveira da Silva, 29 anos, Itaguatins (TO)
– José Ribamar Soares do Nascimento, 20 anos (não foi informada a origem)

(Com informações do G1 Maranhão)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. josé júnior

    Muito justo esse auxílio. Mas e a ajuda às famílias dos milhares de maranhenses que morrem todos os dias no seu próprio estado vítimas das péssimas e ineficientes políticas públicas do então Governo Estadual, principalmente na área da saúde e da segurança pública? Será que também seria justo?

Deixe uma resposta