Funcionário público é o principal suspeito de ter matado esposa, filha, sogros e cunhada e depois se matado
Lana, de 16 anos, é uma das vítimas (Reprodução/Facebook)

Funcionário público é o principal suspeito de ter matado esposa, filha, sogros e cunhada e depois se matado

Sob forte comoção, família encontrada morta em Santa Catarina é enterrada

Os corpos dos seis parentes encontrados mortos em uma casa em Cordilheira Alta, em Santa Catarina, foram enterrados nesta sexta-feira (27). O enterro ocorreu no Cemitério da Linha Fernando Machado.

Antes do sepultamento, a familia foi velada no ginásio da localidade. Eles foram ainda homenageados com uma missa de corpo presente.

A família foi encontrada morta pela empregada a tiros por volta das 7h30 desta quinta-feira (26). Todos os corpos tinham marcas de tiros, segundo a polícia.

O funcionário público Alcir Pederssetti, 42 anos, é suspeito de ter assassinado a tiros a esposa Monica Pederssetti, de 33 anos, a filha do casal, Lana Pederssetti, de 16, os pais de Monica, Antonio Moresco e Luiza Moresco, de 68 e 65 anos, respectivamente, e a irmã dela, Lucimar Moresco, de 36. Depois, teria cometido suicídio.

O caso está sendo investigado.

Lana, de 16 anos, é uma das vítimas (Reprodução/Facebook)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta