Folga geral na Nação. Mas o Brasil não é o campeão dos preguiçosos…
Três dias na República para o espreguiçamento...

Folga geral na Nação. Mas o Brasil não é o campeão dos preguiçosos…

Hoje, 15 de novembro, Dia da Proclamação da República. Estando já de mochila na mão, armando viagem para uma espairecida, começo a recordar do que sempre ouvi de alguns mais velhos de que o Brasil é o país dos feriados. Mas será que é mesmo? Sei, porém, que tem gente que fica entediada quando um feriado cai num sábado ou no domingo, como foi o 7 de Setembro, Dia da Independência do Brasil, que, em 2013, foi comemorado num sábado.

Para os feriadistas militantes, esta Proclamação da República cai como uma luva. Ôba! É um ‘feriadão’ porque cai na sexta-feira, assim como tem os que caem na segunda, e libera três longos dias de folga.

Não sou do tipo que sonha com os feriados. Às vezes, fico fulo da vida quando cai na quarta-feira e estraga minha semana de trabalho. Se tenho dinheiro pra receber, então… Mas o maior feriado  é o que as empresas concedem aos empregados, anualmente, com o nome de férias – são os dias “feriados”…

Os feriados “nacionais”, aqueles  dos quais não podemos fugir, a não ser quando caem aos domingos ou mesmo aos sábados, são, salvo melhor juízo:  primeiro –   01 de janeiro, dia da confraternização universal; segundo – Carnaval (em fevereiro ou março, sempre cai numa terça, varia o dia dependendo do ano; a segunda-feira quase sempre é enforcada e quem se envolveu na folia,  pula a quarta-feira de cinzas  ou  só trabalha meio expediente; terceiro – Paixão de Cristo  (varia de acordo com o carnaval, pode ser em março ou abril); quarto – Tiradentes (21 ,  de abril); quinto – 1º de maio, Dia do Trabalho; sexto – Corpus Christi, em junho (o dia varia); sétimo – 7 de setembro – Independência do Brasil; oitavo – 12 de outubro – Consagração a Nossa Senhora [Aparecida], padroeira do Brasil; nono –  2 de novembro (Finados); décimo – 15 de Novembro (Proclamação da República) e décimo primeiro –  25 de dezembro (Natal, dia do Nascimento de Jesus Cristo).

Mas cada Estado e Município ainda tem os seus feriados… Aqui lembro o 28 de julho, Dia da Adesão do Maranhão á Independência do Brasil, estadual; e Dia da Fundação de São Luís, 8 de setembro (municipal). Não esqueça, porém,  que tem o Dia do Funcionário Público, o Dia do Comerciário, o Dia do Economiário, o Dia do Bancário, o Dia do Advogado, o Dia do Dentista, o Dia do Médico, o Dia das Profissionais do Sexo. E por aí vai.

Pelo que averiguei, 2013 não foi um ano marcado por muitos feriados que fizessem  com que a população brasileira não trabalhasse, a exemplo do 7de setembro. Mesmo assim, o Brasil conseguiu uma boa colocação entre os países que mais têm feriados durante o ano .

Uma lista do Hotel.com com os 30 países que mais apresentam dias de folga em seus calendários levou em conta o cálculo feito a partir da soma das férias anuais (que é um número fixo de dias remunerados a que um funcionário tem direito por ano) com os feriados públicos. A partir daí, descobriu-se que a média de feriados ao redor do mundo é de 28 dias.

Abaixo dessa média estão os japoneses e os indianos, que registraram apenas 26 feriados ao longo de um ano. O Canadá, o Brasil e a Índia tiveram  apenas cinco feriados públicos que cairão em dias de trabalho. Por outro lado, os argentinos puderam contar com 19 feriados em dias de semana. O próximo feriado nacional do Brasil – Natal – cai numa quarta-feira…

Mas quem realmente assumiu o topo do ranking foram os russos, com 40 folgas anuais. Esse número impressionante é resultado da soma de 12 feriados públicos com a média de 28 dias de férias que as empresas oferecem aos seus funcionários.

Há uma grande disparidade, com 27 dias de diferença entre a Rússia e o México que se acumulam por mais de cinco semanas de trabalho. Os mexicanos tiveram apenas seis feriados públicos este ano e, pior ainda, as empresas no México dão uma média de apenas sete dias de férias para seus empregados.

A lista confirma alguns estereótipos que temos sobre os trabalhadores ao redor do mundo. Não é surpresa nenhuma que sete dos dez países que se encontram no topo do ranking sejam europeus. Na parte de baixo da relação, na qual estão os países em que mais se trabalha, estão sete países asiáticos.

Logicamente, esses números podem variar a cada ano e novos feriados podem ser incluídos no calendário. Os resultados encontrados na pesquisa apresentam apenas uma média do que já pode ser observado em diferentes países: Veja: 1º Lugar: Rússia – 40 dias; 2º Lugar: Itália- 36 dias; 3º Lugar: Suécia – 36 dias; 4º Lugar: Finlândia – 35 dias; 5º Lugar: França – 35 dias; 6º Lugar: Noruega – 35 dias; 7º Lugar: Brasil – 35 dias; 8º Lugar: Dinamarca – 34 dias; 9º Lugar: Espanha – 34 dias; e 10º Lugar: Colômbia – 34 dias.

Terminei mostrando que a nossa preguiça não é maior que a de  muitos países, em diferentes regiões do mundo. E também me atrasando para chegar a Barreirinhas, para aproveitar pelo menos dois dias do feriadão.

Bom feriado a todos.

Três dias na República para o espreguiçamento…

Apesar da fama, o Brasil não é o campeão do espreguiçamento feriadístico…

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta