Flávio Dino concede recomposição salarial a servidores do Sistema de Segurança Pública
Polícias civil, militar e bombeiros são beneficiados com recomposição salarial autorizada pelo governador Flávio Dino

Flávio Dino concede recomposição salarial a servidores do Sistema de Segurança Pública

MEDIDA PROVISÓRIA FOI ENCAMINHADA À ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA E PREVÊ  REAJUSTES SALARIAIS ATÉ 2018

Todos os membros de carreira da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e agentes penitenciários receberão recomposição salarial a partir do próximo mês. Em Medida Provisória encaminhada à Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino definiu a tabela de novos vencimentos das carreiras da Segurança Pública do Maranhão. O impacto gerado pelos novos investimentos será superior a meio bilhão de reais ao longo dos próximos quatro anos.

A partir de diálogo das pastas relacionadas à Segurança Pública com representantes dos servidores da área, a Secretaria de Gestão e Previdência do Estado construiu a tabela de realinhamento salarial para a categoria, que contempla reajustes de 23,8% a 88% no acumulado até 2018. A decisão do Governo do Estado tem o objetivo de promover melhorias no serviço público estadual, valorizando as carreiras públicas e as condições de trabalho.

De acordo com a tabela apresentada pelo governo, os soldados e cabos da Polícia Militar terão recomposição salarial de 19,5%. O realinhamento para os praças militares acumulado para os próximos quatros anos será de 68,3%.

A informação foi dada durante a reunião semanal da cúpula da Segurança Pública com o governador Flávio Dino, nesta quarta (22). O realinhamento salarial garantirá que já no primeiro ano da nova administração, os servidores da Segurança Pública tenham aumentos superiores aos índices de inflação, garantindo impacto real nas finanças de 17.091 servidores ativos e inativos.

Polícias civil, militar e bombeiros são beneficiados com recomposição salarial autorizada pelo governador Flávio Dino

A recomposição salarial dos servidores da Polícia Civil e dos Agentes Penitenciários será de 5% no valor recebido atualmente, além de outros ganhos destinados à categoria. Um deles é o aumento integral de R$ 275,00 no auxílio-alimentação. Os valores pagos anteriormente variavam entre R$ 164,00 e R$ 294,00.

Os servidores da Polícia Civil e Agentes Penitenciários também terão direito a aumento no adicional por trabalho noturno e por insalubridade. O adicional noturno das duas categorias terá aumento de R$ 125,00 em relação aos valores anteriores – que oscilavam entre R$ 80 e R$ 103. A gratificação por insalubridade terá aumento de R$ 100 a R$ 200 em relação à base anterior – que variava de R$ 64,23 a R$ 165,70.

Maior aumento para as categorias

No planejamento para os próximos quatro anos, o ganho acumulado para os servidores da Segurança Pública será maior que as concessões feitas nas gestões anteriores. No comparativo com o acumulado de 2011 a 2014, os servidores da Polícia Militar e Bombeiros tiveram, todos, 33,5% de realinhamento.

A Medida Provisória assinada por Flávio Dino e encaminhada à Assembleia Legislativa para a aprovação concede valores que, ao longo de quatro anos, podem chegar a 88% de readequação salarial.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 5 comentários

  1. Maria Carol

    Tenho dois policiais militares na família e eles dizem que esse projeto aí é conversa pra boi dormir, não chega nem perto do que os policiais civis ou militares sonham e precisam.

  2. Antonio pontes tavares

    Que bom que o governador tá enclinado à peleja das policias civil e militar, ele já viu que polícia de barriga vazia não fica de pé.

  3. Lúcia Sousa

    O que é dele tá guardado. Este bandido covarde estuprador de mulher vai servir de “boneca” quando entrar no caudeirão do diabo de Pedrinhas

  4. José Machado jr.

    Muito longe da valorização que a categoria almejava.Pra não dizer vergonhoso! ESSE REAJUSTE É ABAIXO DA INFLAÇÃO. Se for só isso, não fez muita coisa diferente do Governo SARNEY.

  5. Charles Dias

    Charles Dias O que mais me entristece é o fato de saber que a categoria policial militar abraçou a candidatura desse mesmo governo que hoje nos trata com desdém. Se fosse pra continuar sendo hostilizado pelo governo, sendo relegado a último plano, não teríamos contribuído pra “virar a página da história do Maranhão” e tampouco decretar a “República Federativa do Estado do Maranhão”. ARREPENDIDO…é assim que me sinto por ter contribuído pra essa tão propalada mudança. Quatro anos passam como um piscar de olhos…esse lembrete é muito válido a políticos que têm o mau hábito de não cumprir suas promessas!!!!!!

Deixe uma resposta