Flávio Dinio diz que combate à corrupção garante os direitos dos mais pobres
Flávio Dino reforça o fato de que o combate à corrupção assegura direitos dos mais fracos

Flávio Dinio diz que combate à corrupção garante os direitos dos mais pobres

Ao comentar sobre mais uma etapa das operações desenvolvidas pela Polícia Civil destinada a combater a agiotagem que resultou na prisão de dois prefeitos, um ex-prefeito e um agiota, com o qual foram encontrados cheques de prefeituras, o governador Flávio Dino afirmou que o combate a corrupção tem um papel importante para assegurar os direitos da população mais necessitada. “Combater a corrupção é fundamental para garantir os direitos dos mais pobres. Por isso, nosso governo é firme no cumprimento da lei”, declarou.

Informações preliminares, levantadas nas operações policiais, apontam que a quantia de recursos públicos desviada no esquema de agiotagem pode chegar à cifra de R$ 100 milhões. O delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros informa que por enquanto a investigação já alcança 42 prefeituras e este número pode aumentar no decorrer das apurações.

O governador Flávio Dino ressaltou que a Polícia Civil seguirá o compromisso republicano de investigar todos os envolvidos no esquema, existente há vários anos no estado, cabendo ao Poder Judiciário definir as punições cabíveis. “Quem decide sobre prisões é o Poder Judiciário. Livremente. Cabe a polícia fornecer provas contra corruptos. Agora faz e fará sempre”, afirmou o governador.

Flávio Dino reforça o fato de que o combate à corrupção assegura direitos dos mais fracos

As investigações para desbaratar o esquema de agiotagem no estado, que funciona como uma espécie de financiamento de campanhas eleitorais, foram iniciadas em 2012 e paralisadas em seguida, sendo retomadas este ano por determinação do governador Flávio Dino.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta