Feriadão do Mensalão: se você não refletiu, reflita,  preste atenção…
Na prisão, Zé Cueca não é um "genoíno" Zé Dirceu...Portanto, reflita...

Feriadão do Mensalão: se você não refletiu, reflita, preste atenção…

Na prisão, Zé Cueca não é um “genoíno” Zé Dirceu…Portanto, reflita…

Sei que muito pouca gente vai se debruçar sobre o que estou dizendo hoje, domingo, último dia de um feriadão trissexto. Os caras já estão putos porque amanhã, segunda-feira, ainda vão ter que bater ponto. Alguns com ressaca e muito sono. Pior: com o cartão de crédito estourado.

Mas prestem bem atenção, vocês que, estando vivendo intensamente o feriadão,   surpreenderam-se, ou ainda não,  com a prisão dos Zé Dirceu e Genoíno. Não é uma tradição genuinamente brasileira um negro mandão lá do STF montar a tocaia para pegar peixe grande. A raia miúda também ficou boquiaberta… Onde já se viu?

Só sei que muitos de alto coturno ficaram com a barba de molho.  José Sarney botou o bigode. Me contaram que Sarney só chama aquele lá de filho daquela. Logo ele,  o bigodudo, que  teria prometido a Lula e Dilma que Zé Dirceu seria intocável… “Na Justiça mando eu…”

Mesmo assim, os condenados tiveram tratamento vip. Nada de algemas ou qualquer movimento dos meganhas para destratá-los. Teve um mensaleiro que se zangou porque um polícia quis pegá-lo pelo braço. “Não preciso de ajuda para me mexer…”, disse, brabo.

Outro pomposo reclamou do café da manhã da carceragem da PF. Muito xué, diante do que ele toma na sua mansão, comprada pelo valerioduto. Fez  questão de enumerar… Leite, queijo de leite de cabra suíço, nozes, dez tipos de suco, pães diversos, integrais ou não, frutas de não caber na mesa farta: uva verde, uva cor de vinho, morangos, kiwi, maçã, laranja, banana prata, maçã, d’água,  amarela, roxa, coxa, melancia, bolos, pudins, manteiga importada, ovos cozidos, estrelados, cuscuz, de milho, arroz ou os dois, carne-de-sol, de sombra, de chuva…

O carcereiro interrompeu: “Já chega. Duvido que o  senhor coma tudo, sozinho…”

– Como nada. Mas se der vontade de comer, tá lá, à minha disposição…

A ordem de prisão de Barbosa  sair numa sexta-feira de feriadão para os 12 “apóstolos de Lula” – um deles, tal e qual Judas, traiu o grupo, fugindo pro exterior – deu sorte. A tocaia de Joaquim pegou os Blackblockers de surpresa. Não deu tempo de arregimentar as manifestações pomposas que quebram tudo que encontram pela frente. ..

Mesmo assim, tinha gente raivosa –a favor e contra – onde quer que um dos  mensaleiros se entregava. Os sete de Belo Horizonte, quando viram a turba, já pediam pelo amor de Deus para chegar logo ao xadrez… “Ladrões do dinheiro público, vagabundos…” ouviu-se, quando um grupo quase virou a Van que os conduzia…

A dupla paixão de Lula e Dilma fez seu show à parte (Dirceu e Genú só perderam para Pizzolato, com seu salto italiano): soltou  manifestos, ensaiou gestos, tudo para alegar inocência. Até autenominaram-se “presos políticos”…

O que deu gosto de ver foi aquele reluzente avião da PF. Filme americano perde. Que artefato bonito de voar! Ali, os mensaleiros se sentiram em casa. Até porque o caminho era o Distrito…  Federal.

Para não me alongar, só peço que fiquemos de olhos abertos. No Brasil, costuma-se dar um passo para frente e dois para trás…

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 2 comentários

  1. GERALDO AMORIM

    Espero que não fique só nesses, mas que estas investigações se estendam a outros fatos que o barco fica no meio do caminho, consequentemente sem nenhuma punição.

  2. fábio

    eu queria que eles fossem presos no dia das manifestações públicas,defender esses corruptos que nada tem q ficar atrás das grades!elas foram feitas para bandidos e é por isso q eles devem ir pra lá!!! chega de ladroagemmmmmm!

Deixe uma resposta