Família agradece pela localização de Priscila, mas diz que caso não está de todo desvendado
A advogada Priscila, depois de localizada no estado do Pará..

Família agradece pela localização de Priscila, mas diz que caso não está de todo desvendado

DELEGADO AUGUSTO BARROS TRATOU O CASO COMO “SUMIÇO VOLUNTÁRIO”…

A advogada Priscila, depois de localizada no estado do Pará..

No hospitl, em Dom Eliseu, parra onde foi levada,,,,

Como já amplamente noticiado neste blog, a advogada Priscila Magalhaes Nogueira foi loccalizada às 21 horas  desta sexta-feira (12); Ela estava desaparecida desde a manhã de terça-feira quando saiu para trabalhar e não retornou.

De acordo com informações do delegado geral, Augusto Barros, a Polícia Civil do Estado do Pará encontrou a moça em um hospital de Dom Eliseu. Ela estava desorientada, mas sem lesões pelo corpo. O carro da advogada, um Ford Ka de placa NHD 3809,  também foi encontrado na cidade. O transporte dela foi feito para a cidade de Imperatriz pela Polícia Civil maranhense.

Priscila foi transportada para São Luís por via área e já se encontra no convívio da família, que divulgou nota de agradecimento, mas pedindo ao governo pela completa elucidação do caso (???)

Oficialmente, os familiares de Priscila não informaram os motivos que a levaram a fugir de casa, mas policiais deixaram escapar que a jovem sofre de disturbios neurológicos, o que teria provocado um surto de amnésia de grandes proporções:

– Isso teria feito a advogada deixar São Luís e perder a noção de localização e poder retornar à casa dos país.

O delegado-geral da Polícia Civil do Maranhão, Augusto Barros,  tratou o caso como   um  “sumiço voluntário”, que pode ter sido motivado por “algum desequilíbrio emocional”.

Durante o curso das investigações a família chegou  relatar episódio semelhante no passado, quando a advogada chegou a perder a memória e não reconhecia os familiares. “Mas nada com as proporções de agora”, disse um membro da casa.

Em nota, a família de Priscila agradeceu “a Deus, pelo livramento” e à Secretaria de Segurança Pública do Estado, reconhecendo empenho do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, do delegado geral, Augusto Barros, e dos delegados  Almir Macedo e Antonio Martins. Além disso, agradeceram aos maranhenses pelas “mensagens de apoio, solidariedade e orações”.

“NOTA DE AGRADECIMENTO

“OS FAMILIARES DA ADVOGADA PRISCCILA GUIMARÃES PINHEIRO VEM A PUBLICO AGRADECER, EM PRIMEIRO LUGAR A DEUS, PELO GRANDE LIVRAMENTO, AO GOVERNADOR FLÁVIO DINO E SEU SECRETARIADO, EM ESPECIAL A TODO O SISTEMA DE SEGURANÇA DO ESTADO, RECONHECENDO O EMPENHO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA, JEFFERSON PORTELA, E DOS DELEGADOS AUGUSTO BARROS, ALMIR MACEDO, E ANTONO MARTINS PELAS COMPETENTES PROVIDENCIAS NO RESGATE DE NOSSA FILHA, IRMÃ, PRIMA, SOBRINHA E NETA.

“AGRADECEMOS TAMBÉM ÀS MENSGENS DE APOIO, SOLIDARIEDADE E AS ORAÇÕES DOS IRMÕAS E AMIGOS QUE ESTIVERAM CONOSCO NESTE MOMENTO DE AFLIÇÃO.

“INFORMAMOS A TODOS QUE A NOSSA QUEIRDA PRISCILA ENCONTRA-SE EM PERFEITO ESTADO DE SAÚDE, EM SEGURANÇA, A CAMINHO DO NOSSO ESTADO E FELIZ PELO RETORNO AO SEIO DE SUA FAMÍLIA.

“APROVEITAMOS E PEDIMOS AO GOVERNADOR DO ESTADO QUE CONTINUE EMPENHADO NA COMPLETA ELUCIDAÇÃO DO CASO. A DEUS TODA A GLÓRIA”

O estranho na nota acima é a família pedir “a completa elucidadção do caso”…

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta