Faema presente na assinatura de acordo entre BNB e Governo do Estado para elevar IDH de municípios
Raimundo Coelho da Faema, ao lado da presidente da ACM, Luzia Rezende durante assinatura de acordo nos Leões.

Faema presente na assinatura de acordo entre BNB e Governo do Estado para elevar IDH de municípios

Raimundo Coelho da Faema, ao lado da presidente da ACM, Luzia Rezende durante assinatura de acordo nos Leões

O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária, (Faema), Raimundo Coelho participou esta semana do ato de assinatura de acordo  de cooperação técnica firmado entre o Governo do Estado e Banco do Nordeste, no Palácio  dos Leões. A ação objetiva elevar  a qualidade de vida de moradores dos 30 municípios que apresentam  menor Índice de Desenvolvimento Humano, (IDH).

Além do presidente da Faema, estiveram presentes o presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda e equipe técnica,  governador Flávio Dino e os  Secretários da Sagrima, Márcio Honaiser e da Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

O acordo objetiva integrar ações visando expandir e melhor qualificar o atendimento a produtores rurais por meio de acesso ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), à Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), à Assistência Técnica e Extensão Pesqueira e Aquícola (Atepa) e ao acompanhamento dos empreendimentos.

Marcos Holanda destacou que a estratégia do estado tem dois pontos fortes: foco nos municípios mais pobres e integração das ações e dos atores no sentido de levar mais IDH para esses municípios, o que poderá muito em breve tornar-se referência.

Já o governador Flávio Dino, afirmou que o Banco do Nordeste é o aliado número 1 do Maranhão, “não apenas pela natureza da instituição, mas também pela vocação e experiência em financiar o desenvolvimento da Região”.

Os 30 municípios priorizados são: Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão, Aldeias Altas, Arame, Amapá do Maranhão, Aroioses, Belágua, Brejo de Areia, Cajari, Centro Novo do Maranhão, Conceição do Lago Açu, Fernando Falcão, Governador Newton Bello, Itaipava do Grajaú, Jenipapo dos Vieiras, Lagoa Grande do Maranhão, Marajá do Sena, Milagres do Maranhão, Primeira Cruz, Pedro do Rosário, São Francisco do Maranhão, São João do Caru, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, São João do Sóter, Santa Amaro do Maranhão, Santa Filomena do Maranhão, Santana do Maranhão, São João do Curu, Satubinha e Serrano do Maranhão.

Após a assinatura do acordo, o governador Flávio Dino propôs um “breve diálogo” entre os secretários de estado, presidentes de entidades empresariais, diretores e técnicos do Banco que participaram do evento. Na reunião de trabalho, o governador solicitou apoio na tarefa de modernização e fortalecimento das principais cadeias produtivas do Maranhão como uma segunda prioridade que pretende ter o Banco do Nordeste como principal parceiro.

Marcos Holanda aceitou o desafio e disse que o Banco do Nordeste, por intermédio do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), está preparado para discutir essas estratégias, a partir dos diagnósticos já existentes e que  podem subsidiar essa prioridade do estado.

Com informações da assessoria BNB.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta