Estudante cria dispositivo capaz de remover o plástico dos oceanos em cinco anos

Estudante cria dispositivo capaz de remover o plástico dos oceanos em cinco anos

Um estudante de engenharia acredita ter encontrado a solução para limpar os oceanos. O holandês Boyan Slat, de 19 anos, aliou sua criatividade com seu conhecimento em tecnologia para criar o dispositivo capaz de remover todo tipo de plástico dos oceanos, que já receberam mais de 7 milhões de toneladas deste material.

O dispositivo fica lá, boiando e “comendo” plásticos

O goelão, além de plásticos também engole peixes…

… que, no entanto, são devolvidos ao mar.

O Ocean Cleanup Array funcionaria como um filtro, recolhendo todo tipo de objeto flutuante e colocando-o numa espécie de compartimento.

O plástico encontrado, por sua vez, permanece armazenado mas ainda dentro da água, prevenindo assim qualquer tipo de risco aos animais que possam ter contato com o aparelho.  Um processo de separação em terra será realizado para devolver os animais ao mar.

Segundo o criador, o processo de limpeza levaria até cinco anos. Mesmo com o projeto sendo apenas um protótipo, Boyan criou a The Ocen Cleanup Foundation, uma organização sem fins lucrativos que visa captar recursos para o desenvolvimento do dispositivo. (Yahoo Noticiass)

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. josé júnior

    LEGAL GOSTEI! VAMOS VER SE É VIÁVEL OU DESPERTA INTERESSE DE INVESTIDORES OU DE POLUIDORES GLOBAIS, Q EM SUA MAIORIA NÃO ESTÃO NEM AÍ.

Deixe uma resposta