Estado está todo a serviço de Luís Fernando, grita a oposição
Oposicionistas agem em bloco para acusar Roseana.

Estado está todo a serviço de Luís Fernando, grita a oposição

Oposicionistas agem em bloco para acusar Roseana.

(AGENCIA ASSEMBLEIA, editado)

Marcelo Tavares chegou a advertir a governadora Roseana Sarney – com pedido de cassação a ser julgado pelo TSE -, para que ela não reincida na prática da “farra dos convênios” que a levou aos tribunais.

A atuação conjunta dos quatro deputados oposicionistas fez o bloco de deputados governistas a reagir. O deputado Roberto Costa, por exemplo,  disse que paira “um certo desespero da oposição”, pelo fato de Flávio Dino “vir caindo nas pesquisas de intenção de votos”.

Regada a convênios?

O deputado Marcelo Tavares, que iniciou o bombardeio oposicionista, fez um alerta, ao desejar que a reunião de Imperatriz “não tenha sido regada a convênios, porque a governadora Roseana está quase sendo cassada pelo TSE por conta de uma relação de promiscuidade com convênios”. O parlamentar do PSB disse também que o setor de saúde do Maranhão gasta R$ 1 bilhão por ano, para inaugurar 20 hospitais e deixar outros 52 sem ser inauguração. Frisa que o valor “representa 50 % de tudo que o Estado tem para gastar”:

– “Vão perder a eleição pelo o descaso com o povo do Maranhão. Vão perder a eleição porque transformaram o Maranhão no estado mais pobre da federação e isso não foi Flávio Dino quem fez. O Maranhão não tem nenhuma escola de ensino médio entre as 10 melhores do Brasil, mas entre as 10 piores tem cinco. O Maranhão não tem segurança pública e nem saúde, porque se inauguraram 20 hospitais e tem 52 sem ser inaugurados”, acusou Marcelo Tavares.

O deputado Bira do Pindaré disse concordar com a avaliação feita pelo colega Marcelo Tavares e denunciou que o Governo do Estado está desmontando o único hospital regional de Presidente Dutra, construído pelo governador Jackson Lago dentro do plano que ele tinha de fazer hospitais regionais em todo Estado. “A reclamação lá é geral, as pessoas da região de Presidente Dutra agora são obrigadas a ir a Coroatá, e o povo de Coroatá reclama que não consegue atendimento”, garantiu.

Já Othelino Neto afirmou que o secretário Luís Fernando é polivalente no governo. “Ele é quem dá ordem de serviço, é quem representa o Governo, é quem está em todos os eventos, mas não consegue passar de pífios 15% nas intenções de voto”, garantiu o parlamentar, acrescentando:

– “Quem está preocupado com números são eles que estão vendo a derrota chegar, que não adianta espalhar milhões e milhões, muitos dos quais jogados fora, e muitos ainda a gente não sabe onde foram parar, para tentar alavancar uma candidatura que não sobe”, declarou.

Por sua vez, o deputado Rubens Pereira Jr. mudou o tom do discurso, ao defender a gestão de Flávio Dino, seu colega de partido, à frente da Embratur:

– “O Brasil vem seguidamente batendo recordes do número de divisas e de turistas que chegam ao Brasil. E isso irá aumentar potencialmente, com a Copa do Mundo e Olimpíadas, como foi também este ano com a Copa das Confederações e com a Jornada da Juventude”, revelou.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta