Estado avalia estragos deixados por Roseana em obras de São Luís. E quer uma solução
Espigão Costeiro: pouco tempo de inaugurado para muita areia acumulada...

Estado avalia estragos deixados por Roseana em obras de São Luís. E quer uma solução

GINÁSIO COSTA RODRIGUES  E ESPIGÃO COSTEIRO SÃO VISTORIADOS. FALHAS NOS PROJETOS,  CONTRATOS E NAS OBRAS SERÃO EXAMINADAS 

Governo do Maranhão está avaliando os projetos de várias obras desenvolvidas pelo poder estadual em São Luís. Técnicos da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) vistoriaram alguns dos locais durante o fim de semana. Entre os lugares visitados estão o Ginásio Costa Rodrigues e o espigão costeiro na Ponta d’Areia.

“O objetivo é avaliar eventuais dificuldades e falhas nos projetos”, explicou o titular da Sinfra, Clayton Noleto, que acompanhou as inspeções. Com a conclusão do levantamento será apresentado um relatório sobre cada espaço vistoriado. O Estado tem como meta realizar obras com base em um padrão de qualidade que gere menor impacto ambiental, economia dos recursos públicos e com a conclusão das obras dentro do prazo previsto.

Na primeira vistoria foram constatadas pendências nas obras do Ginásio Costa Rodrigues, que já havia sido entregue à população pela gestão anterior. Os banheiros estão inacabados, falta corrimões de segurança, itens de acessibilidades para deficientes, portas e janelas nas salas e os banheiros e vestiários estão incompletos. O elevador para cadeirantes não foi instalado e não há ventilação ou climatização adequada.

Espigão Costeiro: pouco tempo de inaugurado para muita areia acumulada…

“Após esta visita e com a confecção do relatório, vamos adotar as medidas necessárias para que o contrato seja cumprido”, garantiu o secretário Clayton Noleto.

No espigão costeiro da Ponta d’Areia será realizado um estudo técnico sobre como conter o avanço da areia que invade a área de lazer e passeio do local, pois a projeção inicial era que a obra iria servir somente para conter a erosão. Outro local vistoriado foi um sobrado na Avenida Dom Pedro II, no Centro, que irá abrigar a sede da Fundação São Luís Convention Bureau, entidade sem fins lucrativos, que visa o fomento da atividade turística.

Barragem do Bacanga
A equipe da Sinfra também vistoriou a Barragem do Bacanga, cujo problema é a idade e falta de manutenção dos equipamentos, durante a gestão anterior. Somente três, das nove comportas que controlam a passagem da água, estão em pleno funcionamento. Além disso, a estrutura apresenta rachaduras, vazamentos e falhas no sistema elétrico. Já foi realizada uma licitação para a recuperação da barragem e o contrato está em processo de assinatura.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta