Empresa brasileira usa tecnologia que pode acabar com os buracos da cidade! Veja vídeo
Tecnologia de ponta para tapar buracos mais sustentavelmente...

Empresa brasileira usa tecnologia que pode acabar com os buracos da cidade! Veja vídeo

O caminhão trabalha no meio do tráfego

A máquins tapa buraco enquanto chove…

Tecnologia de ponta para tapar buracos mais sustentavelmente…(Veja o vídeo)

Vocês lembram daquele quadro de humor da televisão em que as organizações “tabajara”  tinham “solução para todos os seus problemas”?  Pois é. Pelo menos para um problema da população de São Luís – os milhares de buracos que tanto infernizam a vida dos habitantes motorizados  -,  se a Prefeitura e sua secretaria de Obras quiserem, “nossos problemas acabarão”…

Uma empresa brasileira que atua no segmento de manutenção preventiva e corretiva (tapa buraco) de estradas e rodovias, apresenta-se como a mais evoluída no segmento. E garante que o conserto de um buraco médio não leva mais que 5 minutos “e dura por vários anos”.

Esse conserto pode ser operado em qualquer horário do dia ou da noite e em qualquer condição climática (incluindo chuva leve ou moderada).

Segundo essa empresa, o método de tapar buracos em ruas, avenidas e rodovias é inovador e exclusivo: sistema de injeção por spray para reparação de estradas e operações de tapa-buraco, com recurso a matérias-primas inovadoras e sustentáveis, como pneus usados, por exemplo. Garante: “É seguro, rápido, econômico, duradouro. E, acima de tudo, sustentável”. E tem garantia.(Veja o vídeo)

É a própria empresa quem “vende o peixe”, dizendo que seu sistema operacional já foi “usado e aprovado por diversas cidades e estados do Brasil e dos EUA”:

– Esse serviço completo de reparo e manutenção de estradas é considerado o mais sofisticado da indústria e está totalmente ligado às causas sustentáveis, uma vez que retira da natureza pneus descartados de forma irregular e os transforma em matéria-prima para promover outro bem à sociedade: eliminar os buracos e as deficiências nas estradas”.

Relata a empresa que “o processo é realizado de forma mais rápida, segura, eficiente, econômica e duradoura do que qualquer outro método – conforme afirmam revistas científicas e pesquisas governamentais nos EUA”.

Acha importante lembrar  que o método tradicional de reparo, além de ser pouco eficiente e caro, não é efetivo para solucionar o problema ou atender à demanda de cidades com problemas graves de buraqueira como São Luís.

 Serviços e como funciona

Segundo a empresa, os métodos, processos, sistemas e equipamentos utilizados pela empresa são patenteados a nível mundial. E volta a destacar as grandes vantagens deste serviço exclusivo, garantindo máxima eficiência e melhor custo-benefício: necessita de apenas um operador para o processo inteiro e o material armazenado no caminhão é suficiente para um dia completo de consertos.

Todas as matérias-primas utilizadas no processo de reparação são ambientalmente responsáveis, sejam as emulsões asfálticas catiónicas de ruptura rápida, elaboradas à base de água, ou o granulado de borracha obtido a partir da trituração de pneus inservíveis, que oferece elasticidade e maleabilidade ao conserto (aumentando sua vida útil).

Conforme a empresa, as estradas ficam perfeitamente lisas. “Não existem quaisquer lombas, depressões ou desnivelamentos na estrada após o reparo”, afirma.

Todas as operações são controladas a partir da cabine do caminhão, o que diminui substancialmente os problemas no trânsito. Não é necessário fechar as vias para operar os reparos e o trânsito ainda pode fluir imediatamente por cima da área reparada.

O conserto de um buraco médio leva em torno de 3 a 5 minutos e dura por vários anos.

Pode ser operado em qualquer horário do dia ou da noite e em qualquer condição climática (incluindo chuva leve ou moderada).

O sistema possui tecnologia GPS, que permite a emissão de relatórios diários, semanais e mensais de todos os reparos efetuados, indicando com precisão a data, o endereço, o horário e a duração de cada conserto.

A empresa também oferece um sistema que registra as reclamações dos cidadãos sobre buracos ou deficiências nas estradas, abrindo um processo por cada notificação recebida. Essa notificação é repassada ao sistema GPS no caminhão, que deverá atender a reclamação recebida. Uma espécie de “S.O.S buracos”…

A empresa informa, ainda, que não há desperdício de materiais. Eles são armazenados em compartimentos distintos até o momento do reparo, diferentemente do que ocorre no método tradicional, que usa um pré-misturado de vida útil curta e, se não utilizado, é desperdiçado.

O melhor: todo o trabalho tem garantia.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 3 comentários

  1. Luma Maranhão

    Nossa,que coisa boa…!

  2. José júnior

    só falta vontade dos gestores de realizarem ações sérias e obras de qualidade. Mas asfalto que dura não dá dinheiro nem voto!

Deixe uma resposta