Em protesto, estudantes assistem aula de roupa íntima

Em protesto, estudantes assistem aula de roupa íntima

Estudantes da universidade de Kaposvar, no sudoeste da Hungria, assistiram aula usando apenas roupa íntima em protesto contra a decisão do reitor de criar um código de vestimenta severo, informou nesta sexta-feira a imprensa local.

Vários estudantes de teatro, junto com a professora, ficaram apenas de roupa íntima durante uma aula e anunciaram uma manifestação para 7 de outubro contra as “instruções do reitor”.

O reitor Ferenc Szávai tinha ordenado a proibição do uso de “minissais, calças curtas, decotes exagerados, chinelos e o uso excessivo de perfume e maquiagem”.

Além disso, o reitor considera “adequado” que os estudantes e professores homens usem calça comprida, camisas ou camisetas e sapatos fechados, enquanto nas provas usem ternos, sapatos e meias escuras.

As estudantes e professoras devem usar saia ou calça, com blusas claras e nas provas a versão “elegante” destas vestimentas, acrescentou.

“As exigências gerais são a aparência limpa (cabelos, unhas e face) e roupa passada”, concluiu o reitor em suas novas instruções.

O descontentamento foi geral, primeiro por parte dos estudantes e organizações juvenis, mas também do próprio comissário dos Direitos Educativos da Hungria, Lajos Aáry-Tamás, que disse que estas instruções são “inaplicáveis” e propôs que sejam retiradas.

“O senhor reitor pode querer regulamentar outras coisas como altura, cor de cabelo, mais tarde a cor de pele, religião e origens”, disse no Facebook o eurodeputado húngaro Tamás Deutsch, ao recomendar que Szávai consulte um médico.

Todos à vontade, durante as aulas…

Na sala de aula: pode virar moda protesto de roupa intima,


José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta