Ednaldo Neves ‘enquadra’ Ricardo Murad: “Corrupto é quem é investigado pela Polícia Federal”

Ednaldo Neves ‘enquadra’ Ricardo Murad: “Corrupto é quem é investigado pela Polícia Federal”

“Corrupto é quem é investigado pela Polícia Federal”, diz Ednaldo

Capturar

Em entrevista ao BLOG Marrapá, o novo adjunto executivo da Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos, Ednaldo Neves, enquadrou o ex-secretário Ricardo Murad, investigado pela Polícia Federal pelo suposto desvio de R$ 1,2 bilhão da Saúde do Maranhão. Falou, ainda, sobre a passagem pela Secretaria de Infraestrutura do Maranhão e de como pretende atuar na Articulação Política do Governo do Estado, auxiliando os secretários Márcio Jerry e Marcelo Tavares.

O ex-secretário Ricardo Murad levantou suspeitas sobre sua saída da Sinfra, baseado apenas em postagens tendenciosas de blogueiros com interesses contrariados. O que você tem a dizer sobre isso?

Me causa muita estranheza as colocações da deputada Andrea Murad, que já fez algumas colocações contra a minha pessoa, e do ex-secretário de Saúde Ricardo Murad, no que diz respeito a falta de ética ou qualquer outro atropelo que eu supostamente teria feito na Secretaria de Infraestrutura. No tempo que estive na Sinfra, agi de forma republicana. Não beneficiamos nenhuma empresa, como também não perseguimos. Assumimos a gestão e encontramos várias empresas familiares, como era prática do governo anterior, prática dos Murad, como o caso da empresa Domus, que está construindo para o Governo do Maranhão obras em Barreirinhas, Humberto de Campos, Santo Amaro, Primeira Cruz, Sambaíba… Nunca nós perseguimos ele em nada, muito menos pedimos nada para que pagamentos fossem liberados ou qualquer coisa do tipo. Ele tem exemplos em casa. O irmão, Emílio Murad, os familiares dele, sócios da Ducol, que receberam muito dinheiro já nesta gestão com medição de obras executadas. Me causa estranheza essas colocações do Ricardo em relação à minha pessoa. Essas práticas não são nossas, mas sim deles. E a Polícia Federal está mostrando isso. É bom o senhor Murad perguntar ao irmão dele se cobrei alguma coisa para pagar as obras dele. Corrupto é quem é investigado pela Polícia Federal.

Qual a marca da passagem de Ednaldo Neves pela Infraestrutura do Maranhão?

O maior passo que demos na Secretaria de Infraestrutura do Maranhão, junto com o secretário Clayton Noleto, foi uma virada de página. A Sinfra e alguns dos secretários que passaram anteriormente não tinham autonomia. Empresas tinham mais força do que o próprio titular da pasta, fazendo coisas fora da vontade da gestão, por determinação superior do Palácio dos Leões ou das impressas familiares que mandavam na secretaria. Nosso grande passo foi dar soberania à Sinfra. Atualmente a pasta é respeitada. As empresas só recebem pelo que fazem, sem adiantamentos e com qualidade. Nos fiscalizamos pessoalmente as obras, como no caso da estrada Sangue-Santo Amaro, em que nos obrigamos a fazer distrato com a empresa Hitec (de Luciano Lobão) e chamar, como determina a lei, a segunda colocada na licitação, que atualmente está tocando a obra com agilidade e qualidade. A Sinfra hoje tem respeito e uma gestão republicana.

Qual a contribuição você tem a oferecer para a Articulação Política do Palácio dos Leões?

Conheço o Flávio Dino desde a eleição de 2010, época em que o coordenador geral da campanha era o jornalista Márcio Jerry. Nós temos um histórico de contribuição na área da política. Caminhamos com o Diálogos pelo Maranhão mapeando o estado, fazendo reuniões, conversando com lideranças. Temos conhecimento acumulado da política local. As ações do governo estão chegando nos municípios. Nós precisamos fazer um alinhamento geral da Secretaria de Comunicação e Articulação Política com todas as outras secretarias. Essa é a determinação do secretário Márcio Jerry, por isso vamos, com os demais secretários e adjuntos, atingir esta meta.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta