Demitida servidora do TJ que havia sido presa por desvios de R$ 400 mil

Demitida servidora do TJ que havia sido presa por desvios de R$ 400 mil

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) julgou, nessa quarta-feira (18), Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra a auxiliar judiciária Cláudia Maria da Rocha Rosa, por falta grave, e determinou, por unanimidade, a demissão da servidora do cargo efetivo.

A presidente do TJMA, desembargadora Cleonice Freire, relatora do processo, votou pela aplicação da pena de demissão, em acordo com o parecer da comissão processante que investigou denúncia de irregularidade na folha de pagamento do Tribunal e concluiu que houve falta grave cometida pela servidora no cargo comissionado de chefe da Divisão de Pagamento, em benefício próprio.

Entenda o caso

A Superintendência Estadual de Investigações criminais (Seic) prendeu no dia 16/09/2014 a chefe da folha de pagamentos do Tribunal de Justiça do Maranhão Cláudia Maria da Rocha acusada de alterar seu contracheque para desviar dinheiro destinado ao pagamento de funcionários.

Lotada na coordenadoria de pagamento, Cláudia era auxiliar judiciária/apoio administrativo, e exercia função de confiança. O marido de Cláudia Maria, Thiago Salustiano Menezes, acusado de ajudar a esposa. também foi preso. Estima-se que o desvio ultrapasse R$ 400mil.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta