Cúpula da PF começa a preparar prisão de Lula

Cúpula da PF começa a preparar prisão de Lula

Segundo a Coluna do Estadão, assinada pela jornalista Andreza Matais, a Polícia Federal começa a se preparar para o momento em que terá que cumprir a ordem de prisão contra o ex-presidente Lula. Na alta cúpula da PF há preocupação sobre como proceder. Buscá-lo em casa de camburão teria a mesma repercussão de quando foi conduzido coercitivamente. Uma ideia é combinar com os advogados para que ele se apresente no local onde irá cumprir a pena. Se não houver acordo com a defesa, a polícia pedirá ao juiz que especifique não só o local, mas para quem ela deve entregá-lo.

 Bom pra todos. Delegados dizem que a prisão de Lula tem que ser bem articulada para garantir a segurança do petista e também dos policiais. A partir do momento em que o juiz determinar o cumprimento da pena, a PF já está autorizada a buscá-lo.

Efetivo próprio. A alta cúpula da PF levanta questionamentos sobre o que será feito dos oito assessores a que Lula tem direito como ex-presidente, principalmente porque quatro deles atuam como seguranças.De novo. Com a possibilidade de Lula ser impedido de disputar a eleição, o PPS quer voltar a convencer o apresentador Luciano Huck a concorrer ao Planalto. Interlocutores da legenda avaliam que, com o ex-presidente fora do páreo, o 2º turno ficaria entre Ciro Gomes e Jair Bolsonaro.

SINAIS PARTICULARES: Ciro Gomes, presidenciável pelo PDT; por Kleber Sales

Depende dele. Pesquisas encomendadas por dois partidos políticos indicam que Huck seria o principal beneficiário da saída de Lula da eleição. Ele herdaria o voto popular, não o ideológico. Chega a 15% sem Lula na disputa.

Beirada. O tucano Geraldo Alckmin e o demista Rodrigo Maia também riem à toa com a possível saída de Lula da corrida presidencial, caso seja impedido de disputar. São beneficiados pela divisão da esquerda.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta