Chegando perto! CPI da Petrobras aprova convocação de “mula” de João Abreu para depor

Chegando perto! CPI da Petrobras aprova convocação de “mula” de João Abreu para depor

João Abreu, ex-chefe de gabinete da Casa Civil de Roseana Sarney

O corretor Marco Antônio de Campos Ziegert, que acompanhava Alberto Youssef em São Luís (MA) no dia em que o doleiro foi preso pela Polícia Federal, será convocado a depor na CPI da Petrobrás. O pedido de convocação foi feito pela deputada federal Eliziane Gama (PPS) e aprovado pela Comissão. Ziegert foi o emissário de João Abreu, ex-chefe de gabinete da Casa Civil de Roseana Sarney, no recebimento de parte da propina no caso dos precatórios, o que se constituiu uma espécie de “mula” – aquele que serve para carregar e entregar dinheiro de propina.

A revelação foi feita por Youssef no depoimento de acordo da delação premiada, onde conta que teriam sido pagos R$ 3 milhões a João Abreu por conta do acordo entre o governo de Roseana e as empresas UTC e Constran para pagamento de precatórios no valor de R$ 113 milhões, que gerariam uma “comissão” de R$ 10 milhões.

O doleiro contou como foi pago o dinheiro a Abreu. Primeiro, duas parcelas de R$ 800 mil foram levadas por Adarico Negromonte, Rafael Angulo e mais uma terceira pessoa cujo nome não se recorda. A outra parcela de R$ 1,4 milhão, Youssef afirma ter levado pessoalmente, exatamente, na data em que foi preso no hotel Luzeiros em São Luís, quando deflagrada a Operação Lava Jato.

O dinheiro, segundo Youssef, foi entregue no hotel para Marcos Antonio Ziegert, a quem já conhecia e que havia lhe apresentado João Abreu. O doleiro foi até o quarto onde estava Marco Antônio e entregou a ele a mala com o dinheiro e uma caixa de vinhos para presentear o chefe da Casa Civil de Roseana Sarney. Youssef saiu do hotel algemado pela Polícia Federal.

*Com informaçoes do Blog do Jeisael Marx

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta