Conar abre processo para julgar  ‘digitau’ com ‘u’ de comercial do Itaú

Conar abre processo para julgar ‘digitau’ com ‘u’ de comercial do Itaú

Para pais, campanha pode induzir crianças a escrever errado.

Banco diz que grafia é ‘jeito bem-humorado’ para atuação no mundo digital. (G1)

 Conar abre processo para julgar 'digitau' com 'u' de nova campanha do Itaú (Foto: Divulgação)Conar abre processo para julgar ‘digitau’ com ‘u’ de nova campanha do Itaú (Foto: Divulgação)

A propaganda lançada pelo Itaú, na qual o banco apresenta sua nova assinatura para plataformas digitais – o “Digitau” com “u” – foi parar no Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). O órgão decidiu abrir um processo para julgar a campanha após receber reclamações de consumidores que viram no trocadilho um “risco” para as crianças.

Segundo o Conar, até esta quarta-feira tinham chegado ao órgão 15 denúncias de pais com reclamações de que o comercial pode induzir crianças a aprender e a escrever errado.

O caso deve ser julgado pelo órgão até o início de março. Até lá, não há qualquer restrição para que a propaganda permaneça no ar.

Procurado pelo G1, o Itaú informou que o “digitau” “é apenas um jeito bem-humorado e publicitário de apresentar o novo apelido do Itaú para sua atuação no mundo digital”.

“A campanha “Itaú Digital” tem como objetivo promover os canais de atendimento digitais do banco, retratando situações cotidianas nas quais os clientes do Itaú ganham tempo ao utilizar os aplicativos do banco no celular. Nos materiais da campanha reforçamos que digital é com “L” – a forma ortográfica correta – e que digital com “U” é apenas um jeito bem-humorado e publicitário de apresentar o novo apelido do Itaú para sua atuação no mundo digital”, informou o banco.

Produzida pela agência Africa, a propaganda estreou no dia 14 de janeiro e traz crianças cantando “Ele é o banco digital. Ele é o ‘digitau’ com ‘u'”. No material de apresentação da propaganda, o banco afirma que o “Digitau” reforça a associação do banco com a tecnologia como um agente facilitador na vida dos clientes, “associando a palavra digital à marca Itaú”.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta