Chegou a vez da “outra”! Justiça divide pensão de viúva com amante do falecido marido
Cabe recurso, mas, no primeiro round na Justiça, amante leva vantagem sobre a esposa...

Chegou a vez da “outra”! Justiça divide pensão de viúva com amante do falecido marido

O juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública de Goiás, Ary Queiroz, decidiu que uma viúva de um funcionário público do estado terá de dividir a pensão que recebe com a amante do falecido marido. A “outra” entrou na Justiça para ter direito ao benefício. Cabe recurso da decisão.

A amante apresentou fotos e documentos para provar a relação extraconjugal, que durou 15 anos e terminou em 1994, quando o funcionário público morreu. A reclamante também incluiu no processo o exame de DNA da filha que os dois tiveram juntos. Foram quatro anos de espera pela decisão.

A viúva já dividia o dinheiro com a filha, que o marido teve fora do casamento. Agora, o juiz determinou que a amante seja incluída no pagamento da pensão. Ele alegou que, apesar de não existir uma lei que reconheça claramente os direitos “da outra”, ficou provada durante o processo a relação extraconjugal.

“Se fosse me atentar apenas ao que diz a lei, evidentemente eu negaria a pretensão, já que se tr

Cabe recurso, mas, no primeiro round na Justiça, amante leva vantagem sobre a esposa…

ata de uma pessoa casada que conviveu com uma pessoa solteira. Mas, principalmente, pelo fato de estar demonstrado que durante essa convivência houve a dependência econômica. O homem casado pagava as despesas da mulher solteira com quem ele tinha um relacionamento público e duradouro, possivelmente escondido apenas da família”, argumentou o juiz.

O advogado da amante, LeonardoLuiz Ferreira de Jesus, acredita que o tempo de relacionamento influenciou na decisão. Segundo ele, a cliente viajou depois que saiu a sentença. “Durante muito tempo ela buscou esse direito, mas até então não tinha amparo que reconhecesse esse direito dela”, disse o defensor.

No Fórum de Goiânia, muita gente comentou a sentença. A advogada Valdete Morais classificou a decisão como “questionável” e “discutível”. “Se tem decisão recente, a gente vai acatar, apesar de ter situações que a gente não vai concordar”, disse a advogada.

O escrevente Adolfo Lessa também se posicionou contrário a divisão do benefíciO: “Pelo valor que a sociedade aplica a uma traição, eu não concordaria”.

O valor da pensão não foi divulgado. A advogada da esposa disse que vai entrar com recurso.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. Juliana Torres

    Justa decisão do Magistrado! Nossa sociedade medíocre faz vistas grossas a uma realidade que pulula aos olhos de todos! Família não é um pedaço de papel assinado. Isso não garante “título de propriedade” a ninguém! Família é Afeto, Amor, Dedicação, Respeito, Companherismo, Cumplicidade…Não sou a favor de traição, mas de responsabilidade com seus atos! Já basta de, sob o falso moralismo e o atraso de nossas Leis, diversas famílias paralelas viverem sem o amparo da Lei! Caso-me ainda esse ano e já deixei claro: “Se não estiver mais feliz, peça o divórcio, mas traição não!”. Agora, traiu, formou famílias paralelas, arque com suas responsabilidades! Família é família! Quantas pessoas estão casadas por mero interesse? Quantas pessoas mantem um casamento por meras questões materiais envolvidas? Desqualificar QUALQUER família, isso sim é um CRIME! Com certeza essas decisões irão fazer os traidores de plantão pensarem duas vezes antes de trair!

Deixe uma resposta