Autocrítica! Corrigindo erros do passado e do presente, prenúncio de um futuro feliz…

Jornalista José Machado* Este blog é uma graça! E, de vez em quando, apronta as suas... Não que ele não seja sério, ou pelo menos tente sê-lo... Mas padece da incúria de não captar nenhum centavo no  mercado para sua sustentação e/ou sobrevivência do autor...... Isso porque este editor tem outros afazeres, do que precisa de tempo quase integral para desempenhá-los, sob pena de não poder mais nem pagar o aluguel da sala do escritório. Daí algumas  vezes ter ficado sem postagens diárias ou até semanais, num flagrante descaso para com quem o acessa. E olhe que o medidor já aponta mais de 600 mil acessos desde que começamos a escrever – e postar – essas mal traçadas linhas... Assim, devo me desculpar e dizer que tentarei ser menos indiligente  com os “meus” leitores cibernéticos. Mais: modernizar em breve esse espaço, dentro dos melhores padrões de web designers e de conteúdo linguístico do momento. Preciso de tempo e dinheiro! Estou tentando viabilizar os dois. Mas não se assustem: não baterei em vossos tablets/ em busca do vil metal. Trata-se de um projeto de comunicação há muito acalentado,  à espera para ser posto em prática. Coisa de jornalista que nunca quer abandonar  a profissão, porque ela virou “cachaça”... Quando o bicho estiver pronto, viabilizado técnica e financeiramente, pô-lo-ei à luz... Para não despertar a cobiça antecipada de um monte de aventureiros que está abarrotando os espaços virtuais com tudo quanto é aberração, menos  jornalismo ou conteúdo sadio e ético. Reconhecemos,  assim, os tropeços do passado e do presente, propondo para breve um recomeço. Sem traumas, sem  interrupções e com muito gosto pelo que fazemos. Grande abraço a todos! Curriculum resumido: Avô de Lucas, graduado pela Universidade Federal do Maranhão, pós-graduado pela USP . Trabalhou no Jornal Pequeno, O Imparcial, Diário do Norte, TV Difusora. Teve passagens pelas rádios Educadora e Capital. Fundou e editou o semanário Marketing & Mídia. Atualmente, é diretor do Instituto de Pesquisas Data M.

Continuar lendo Autocrítica! Corrigindo erros do passado e do presente, prenúncio de um futuro feliz…

“Me ofereceram R$ 60 mil por uma noite”, diz a drag maranhensePabllo Vittar

A drag também fez revelações sobre adolescência, dificuldade em conseguir emprego e vida amorosa A cantora Pabllo Vittar - que é maranhense de Santa Inês - fez revelações durante uma entrevista ao jornal Extra, do Rio de Janeiro. Ela falou sobre a questão de gênero. “Ser afeminado é revolucionário! Eu amo ter nascido menino gay! Noooossa… Adoro ser veado, drag queen! Nunca quis ser mulher. Poder me transformar é maravilhoso!”, afirmou. Sem a maquiagem e os looks poderosos, Vittar é Phabullo Rodrigues da Silva Araujo. Um jovem que já levou prato de sopa na cabeça na fila da merenda e, mais tarde, perdeu oportunidades profissionais por causa do preconceito. Vittar relembrou a dificuldade em conseguir trabalho por conta de sua aparência. “Nunca consegui emprego em loja de shopping, por exemplo. Trabalhei como cabeleireiro e no telemarketing das empresas, em que eu só usava a voz, ninguém precisava me ver”, disse. Um dos trechos mais polêmicos da conversa foi sobre um convite para se prostituir. Pabllo admitiu ter recebido “propostas indecentes”. “Um cara estava disposto a pagar R$ 60 mil por uma noite comigo. Não aceitei. Respeito muito a minha drag e tudo o que eu conquistei por meio dela”, relatou.

Continuar lendo “Me ofereceram R$ 60 mil por uma noite”, diz a drag maranhensePabllo Vittar
EUA aprovam primeiro medicamento desenvolvido para prevenir enxaquecas crônicas
This May 10, 2018, image provided by Amgen Inc. shows an artist's rendering of the packaging for the drug Aimovig, the first in a new class of long-acting drugs designed to prevent chronic migraines. On Thursday, May 17, 2018, the Food and Drug Administration approved the medication, clearing the monthly shot for sale. (Amgen Inc. via AP)

EUA aprovam primeiro medicamento desenvolvido para prevenir enxaquecas crônicas

TRENTON, EUA - O primeiro medicamento criado para prevenir enxaquecas crônicas foi aprovado pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) na quinta-feira, 17, dando início ao que muitos especialistas acreditam que seja uma nova era no tratamento de pessoas que sofrem da forma mais severa de dor de cabeça. O Aimovig bloqueia a ação do fragmento de uma proteína, a CGRP, que instiga e perpetua as dores de cabeça. “Os remédios terão um grande impacto”, afirmou o dr. Amaal Starling, neurologista e especialista em enxaquecas na Mayo Clinic, em Phoenix. Um estudo mostrou que os pacientes que receberam Aimovig perceberam uma redução no número de dias que sofriam de enxaqueca de oito para quatro vezes ao mês. Além disso, eles apresentaram efeitos colaterais semelhantes, a maioria resfriados ou infecções respiratórias. Alguns pacientes chegaram inclusive a se livrar por completo da dor de cabeça, disse Sean Harper, diretor de pesquisa da Amgen. O Aimovig bloqueia a ação do fragmento de uma proteína, a CGRP, que instiga e perpetua as dores de cabeça. “Os remédios terão um grande impacto”, afirmou o dr. Amaal Starling, neurologista e especialista em enxaquecas na Mayo Clinic, em Phoenix. As novas drogas não são capazes de prevenir todas as crises de enxaqueca, mas podem torná-las menos severas e reduzir a sua frequência em 50% ou mais, de acordo com os especialistas.

Continuar lendo EUA aprovam primeiro medicamento desenvolvido para prevenir enxaquecas crônicas

Imunoterapia: uma nova era no combate ao câncer, com células do próprio paciente

A nova frente de batalha contra o câncer vem de uma ideia simples: usar drogas desenvolvidas para estimular as células do próprio sistema imunológico do paciente. Esse conceito é a base da imunoterapia, a mais promissora força contra a doença. Os avanços do tratamento, reconhecidos neste ano por publicações como a revista Nature e o relatório anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco, na sigla em inglês), têm mudado vidas em todo o mundo. Somada às chamadas terapias-alvo, que acontecem por meio de moléculas específicas para tratar alterações genéticas presentes no tumor, a imunoterapia proporciona um tratamento personalizado na área chamada hematologia oncológica, que inclui também linfomas e mielomas, segundo o Dr. Rodrigo Santucci, coordenador da Oncologia Clínica do Hospital Leforte. Médicos de todo o mundo estão entusiasmados com uma abordagem revolucionária no campo da imunoterapia, chamada CAR-T Cells (em português traduzida como Linfócitos T com Receptores Quiméricos de Antígenos). Ela consiste na extração de células de defesa dos pacientes (os linfócitos T) e manipulação de seu DNA para que desenvolvam um receptor capaz de identificar as células malignas. Reinserido no organismo, esse exército de defesa ataca apenas as células tumorais. O procedimento foi liberado para uso nos Estados Unidos em 2017. Neste ano, a equipe do Dr. Rodrigo Santucci, médico-chefe do setor de Transplantes de Medula Óssea do Hospital Leforte passará quatro semanas no MD Anderson Center,no Texas, considerado um dos maiores centros de tratamento oncológico do mundo, para trocar conhecimentos e aprender mais sobre a técnica. “Desenhamos um tratamento personalizado que, em breve, será uma terapia de precisão”, afirma a Dra. Fauzia, oncologista clínica do Leforte Oncologia Higienópolis.

Continuar lendo Imunoterapia: uma nova era no combate ao câncer, com células do próprio paciente

Pesquisa revela que 55% dos casais brigam por causa do uso de celular

No mundo digital moderno, muitas pessoas dependem dos dispositivos para ficar conectadas com amigos e familiares, e o mesmo acontece nos relacionamentos amorosos, uma vez que alguns casais dependem de dispositivos para se comunicar e manter a conexão. No entanto, segundo o mais recente estudo da Kaspersky Lab, o chamado “amor conectado” não tem apenas pontos positivos; é preciso levar em consideração também os pontos negativos. Por exemplo, 55% dos casais já discutiram porque alguém usa demais seu dispositivo. Isso mostra que, apesar de muitas vezes os dispositivos ajudarem a aproximar os casais, também podem separá-los e possivelmente colocar os relacionamentos em perigo. Na verdade, os casais modernos usam seus dispositivos e serviços de mensagens online com frequência para fortalecer sua relação: 8 em cada 10 pessoas sempre ficam em contato online com o parceiro quando estão longe um do outro e 62% das pessoas concordam que a comunicação pelos dispositivos e pela Internet as ajuda a sentir-se mais próximas de seus parceiros, especialmente para quem namora à distância (75%). Essa dedicação digital também se estende aos dispositivos compartilhados, pois 53% das pessoas dizem que seu relacionamento melhorou desde que o casal passou a compartilhar elementos de suas vidas online, como contas e dispositivos. Evidentemente, esses são pontos positivos do uso de dispositivos. Quanto aos pontos negativos, a pesquisa mostra que o uso de dispositivos também pode gerar discussões entre os casais sobre diversas questões relacionadas, como o excesso de uso e os incidentes de cibersegurança. Por exemplo, 51% já brigaram por causa da utilização de um dispositivo durante uma refeição ou uma conversa frente a frente. Além disso, mais da metade (55%) das pessoas já discutiu com o parceiro por conta do tempo que passa usando o dispositivo. Essa porcentagem é maior (58%) para os casais que moram juntos, em comparação com 49% daqueles que namoram, mas vivem em casas separadas. Isso sugere que as pessoas não gostam de se sentir ignoradas e querem que seus parceiros prestem atenção nelas quando estão juntos.

Continuar lendo Pesquisa revela que 55% dos casais brigam por causa do uso de celular

Brasileiro de Goiás é condenado a 8 anos de prisão na Espanha acusado de terrorismo

Goiano Kayke Luan Ribeiro Guimarães foi preso tentando atravessar fronteira da Bulgária com a Turquia em 2014. Outros nove foram condenados em Madri. Dez membros de uma célula jihadista ligada ao Estado Islâmico foram condenados pela Justiça da Espanha a até 12 anos de prisão nesta terça-feira (10). Dentre os condenados está o goiano Kayke Luan Ribeiro Guimarães. Três dos réus receberam penas de 12 anos de prisão pelo crime de formar uma organização terrorista na condição de dirigentes, enquanto os outros sete, entre eles o brasileiro, têm pena de 8 anos, por serem considerados apenas participantes. O goiano foi preso em 2014 ao tentar atravessar a fronteira da Bulgária com a Turquia por suspeita de união com o grupo extremista. À correspondente da GloboNews em Madri, Luisa Belchior, a mãe do brasileiro disse que vai recorrer e que acredita na versão do filho, de que ele estava de férias na Turquia. A mãe do brasileiro afirmou ainda que Kayke é um cidadão de bem.

Continuar lendo Brasileiro de Goiás é condenado a 8 anos de prisão na Espanha acusado de terrorismo

A seis meses do 1º turno, eleitor tem 30 dias para transferir, atualizar ou emitir título eleitoral

A seis meses do 1º turno, eleitor tem 30 dias para transferir, atualizar ou emitir título eleitoral Os eleitores podem transferir, atualizar ou emitir o título eleitoral até 9 de maio para participar das eleições de 2018. O 1º turno ocorre em seis meses, no dia 7 de outubro. Se nenhum dos candidatos a presidente ou governador tiver mais da metade dos votos válidos, o 2º turno deve ocorrer em 28 de outub Os eleitores votam neste ano para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. O voto é obrigatório no Brasil. Apenas eleitores que têm menos de 18 anos ou mais de 70 anos não precisam votar. O voto também é facultativo para analfabetos. O eleitor que completa 18 anos até 7 de outubro, dia do 1º turno, também precisa emitir o título eleitoral até 9 de maio. Esse também é o prazo para quem mudou de endereço e deseja transferir o título eleitoral. O procedimento exige a apresentação do comprovante de residência e de um documento oficial com foto em uma unidade do cartório eleitoral. Para transferir o título, o eleitor deve residir a pelo menos três meses no novo município. Ainda é necessário, no mínimo, um ano da data do alistamento eleitoral ou da última transferência do título. Consulte o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado. Neste ano, a biometria será obrigatória em cerca de 2.800 cidades de todos os estados.

Continuar lendo A seis meses do 1º turno, eleitor tem 30 dias para transferir, atualizar ou emitir título eleitoral

Apagão no Maranhão e em mais 14 Estados do Norte e Nordeste foi falha em linha de transmissão de Belo Monte

Panes têm ocorrido com alguma frequência e já eram alvos de questionamentos pela Aneel; sistema conecta todos os Estados do País, com exceção de Roraim André Borges, O Estado de S.Paulo BRASÍLIA - Falhas no linhão de transmissão de Belo Monte provocaram um apagão em 14 Estados das regiões Norte e Nordeste do País na tarde desta quarta-feira, 21. Também houve registro de falta de luz nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), todos os Estados do Nordeste foram afetados e no Norte as exceções foram Roraima e Acre, que não foram impactados com queda de luz. Em entrevista no Rio de Janeiro, Luiz Eduardo Barata, diretor-geral da ONS, afirmou que às 19h, 100% da energia estava restabelecida no Norte e pouco mais de Nas capitais nordestinas, a situação variava bastante. Fortaleza, por exemplo, já contava com 80% de sua carga energética normalizada, Recife tinha 50%, Salvador 30%, Aracajú contava com 25% de energia, Natal contava com 20% e João Pessoal, 15%. Segundo o governo, o motivo para o apagão foi uma falha técnica ocorrida na linha de transmissão da concessionária Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE), no Estado do Pará, foi a causa do apagão que afetou todos os Estados. O motivo, apurou o Estado, está relacionado a uma falha técnica em um disjuntor de uma das estruturas de transmissão localizada na subestação Xingu, que recebe a energia da hidrelétrica de Belo Monte, para que esta seja transmitida para a região Sudeste do País.

Continuar lendo Apagão no Maranhão e em mais 14 Estados do Norte e Nordeste foi falha em linha de transmissão de Belo Monte

Senado: Divulgar cenas de sexo ou foto de mulher pelada pela net pode dar cadeia, conforme emenda de Roberto Rocha

Na semana em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, os senadores aprovaram nesta quarta-feira (07), o Projeto de Lei da Câmara 18/2017, que reconhece que a violação da intimidade feminina consiste em uma das formas de violência contra a mulher. A proposta recebeu apelido de Projeto Rose Leonel — uma homenagem a jornalista paranaense que foi vítima de violação de intimidade em 2006. Duas emendas do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) foram incorporadas no texto. A primeira torna crime oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar, divulgar ou exibir, por qualquer meio, fotografia, vídeo, áudio ou outro conteúdo com cena de nudez ou ato sexual ou libidinoso de caráter íntimo e privado sem autorização de participante. A pena é de reclusão, de dois a quatro anos, e multa. “É preciso a compreensão de que o vazamento de conteúdo íntimo é fato irreversível e condena socialmente a vítima. É uma espécie de “pena perpétua”, sobretudo em razão do preconceito social. E não somente a vítima, mas todo o seu circuito familiar é atingido”, disse Roberto Rocha. A segunda emenda ao texto de autoria do congressista maranhense pune com detenção de seis meses a um ano, e multa, o cidadão que Produzir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, conteúdo com cena de nudez ou ato sexual ou libidinoso de caráter íntimo e privado sem autorização de participante. “Não podemos mais consentir com uma sociedade que, não somente tolera a violação da intimidade sexual, mas ainda a estimula, criando verdadeiras subculturas de redes livres e impunes de distribuição desse tipo de material”, destacou o senador.

Continuar lendo Senado: Divulgar cenas de sexo ou foto de mulher pelada pela net pode dar cadeia, conforme emenda de Roberto Rocha
PMMA – Coronel Alexandre Araújo assume o Comando Militar do Leste Maranhense
????????????????????????????????????

PMMA – Coronel Alexandre Araújo assume o Comando Militar do Leste Maranhense

O coronel Alexandre Araújo de Brito assumiu o Comando do Policiamento de Área do Interior 4 (CPAI-4) em substituição ao coronel Ruy Fernandes Rodrigues Júnior. A passagem e assunção do comando aconteceu terça-feira (6) no Salão de Atos no Quartel do Comando Geral da PMMA e foi presidida pelo coronel Jorge Luongo, subcomandante da Corporação. Participaram também do evento os coronéis; Zózimo, Sá, Pedro Ribeiro, Barcellos, Lisboa, Honório e Edvaldo, além de comandantes de unidades da capital e oficias e praças da PM. O CPAI-4 é responsável pelo policiamento na região Leste Maranhense (Cocais) e conta com a estrutura das seguintes unidades 2º BPM (Caxias), 11º BPM (Timon) 17º BPM (Codó) e 24º BPM (Coroatá).

Continuar lendo PMMA – Coronel Alexandre Araújo assume o Comando Militar do Leste Maranhense