Caminhada na Litorânea pede paz no trânsito,  tentando reduzir número de acidentes e mortes
A caminhda que pediu pela paz no trânsito, onde familaires de vítimas de acidentes automobilísticos se manifestaram.

Caminhada na Litorânea pede paz no trânsito, tentando reduzir número de acidentes e mortes

A Avenida Litorñea, em São Luís, foi palco de caminhada, no domingo (10), onde centenas de pessoas pediram “paz no Trãnsito”. O  evento foi organizado pelo Movimento Nacional “Eu te amo meu Brasil” e reuniu organizações engajadas na causa, entre elas o Departamento Estadual de Trãnsito do Maranhão (Setran-MA),  Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), Polícia Militar e familiares de vítimas de acidentes de trânsito na capital maranhense. Vestidos de branco e amarelo, os participantes levavam cartazes pedindo paz no trânsito, agilidade no julgamento dos processos de acidentes com vítimas fatais que correm na Justiça e a obrigatoriedade do teste do bafômetro.

O objetivo principal do evento foi chamar atenção da sociedade sobre os perigos de dirigir sob o efeito de bebidas alcóolicas. No dia 30 de abril, a menina Laura Burnett, de apenas 8 anos, faleceu vítima de um acidente. Há suspeita que o condutor do veículo que provocou o acidente dirigia sob o efeito de álcool. “Infelizmente, muitas pessoas só tomam consciência da necessidade de ter mais atenção no trânsito, de não dirigir depois de ingerir bebida alcoólica, quando acontecem tragédias como essa. A consciência é ainda o principal meio de se evitar barbaridades no trânsito, como a que tirou a vida de Laura Burnet e de tantas outras pessoas”, afirmou o diretor geral do Detran, Antônio Nunes.

O representante do Movimento “Eu te amo meu Brasil”, Darcy Fontes, ressalta a importância do trabalho de e

A caminhda que pediu pela paz no trânsito, onde familaires de vítimas de acidentes automobilísticos se manifestaram.

ducação para o Trânsito. “Sabemos o quanto é sério esse trabalho. Fizemos questão da presença da equipe do Detran na Caminhada pela Paz, para que pudéssemos, juntos, influenciar as pessoas a mudar de atitude e assim contribuir para termos um trânsito mais civilizado, mais seguro”, explicou Fontes.

O empresário Jorge Cunha, pai de João Victor, de 4 anos, vitima fatal de atropelamento na praia do Araçagi em 2010, reafirmou a importância da conscientização. “O atropelamento do meu filho, talvez seja o único caso de acidente de trânsito no Maranhão que será levado a júri popular. Essas campanhas do Detran são muito úteis para que os cidadãos tenham consciência de que a combinação álcool e carro são tão mortais quanto uma arma de fogo”, disse o empresário.

Segundo a bancária Tânia Soares as pessoas também precisam entender que fugir das blitzen da Lei Seca não vai tornar o trânsito mais seguro. “Muitos jovens alertam os amigos sobre os pontos em que a blitz está montada. Isso não é vantagem porque o condutor embriagado pega outro caminho e o risco do acidente, inclusive, com morte, continua. Avisar os condutores irregulares é falta de respeito com a lei, com a própria vida e com a vida do próximo”, disse a bancária.

Fiscalização
É a preocupação com a vida que levou o Governo do Maranhão a fortalecer as operações de fiscalização da Lei Seca. De acordo com balanço realizado pelo Detran, no primeiro trimestre de 2015 houve crescimento de 190% na fiscalização em relação ao mesmo período do ano passado. Junto às fiscalizações, as equipes do Detran realizam abordagens educativas, sempre com o intuito de conscientizar os condutores sobre a responsabilidade de cada um para a segurança no trânsito.

À noite de sábado (9), a Operação Lei Seca fez 43 abordagens na Avenida Ana Jansen. Cinco condutores foram flagrados pelo teste do etilômetro/bafômetro com quantidade de álcool no superior 0,3 mg. Ao fim da operação, cinco veículos foram removidos para o pátio do Departamento, 25 autos de infração foram lavrados e 11 pessoas se recusaram a fazer o teste do bafômetro.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta