Brigas entre Joelma e Chimbinha provocam queda de braço e dívidas para a Calypso

Brigas entre Joelma e Chimbinha provocam queda de braço e dívidas para a Calypso

A balança econômica desfavorável não teria impedido o guitarrista de comprar um apartamento de R$ 3 milhões para a amante

A briga entre Joelma e Chimbinha ganhou uma proporção tão grande, que agora parece ter atingido também o lado financeiro da banda Calypso.
 De acordo com informações do jornal Extra, a banda está cheia de dívidas e os artistas não podem se desfazer de imóveis em São Paulo e Belém (Pará), e nem da sede da Banda Calypso, em Recife (Pernambuco), onde estão localizados escritórios, estúdio e um apartamento para os músicos.

Uma fonte ligada ao casal  diz que agora todo dinheiro que entra com os shows vai para esses pagamentos e que não sobra nada para eles. As apresentações, que já chegaram a custar R$ 160 mil, agora são negociadas por R$ 80 mil. Joelma, em carreira solo, já negocia shows por R$ 60 mil.

Ainda segundo a publicação, a balança econômica desfavorável não teria impedido o guitarrista de comprar um apartamento de R$ 3 milhões para a amante.

Já a vocalista teria doado fazenda para uma igreja evangélica.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta