Bancários do Maranhão decidem, à noite, se encerram ou continuam a greve de 26 dias
Bancários decidem se a greve para ou continua...

Bancários do Maranhão decidem, à noite, se encerram ou continuam a greve de 26 dias

Bancários decidem se a greve para ou continua…

O Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA) realiza  assembleia,  às 18 horas desta segunda-feira (14), para deliberar sobre a continuidade ou não da paralisação da categoria, no estado, que  teve início no dia 19 de setembro e já soma 26 dias.

Os bancários do Maranhão  já rejeitaram propostas de três instituições financeiras e da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

O Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) chegaram a um acordo na madrugada de sexta-feira (11) para encerrar a greve da categoria que completou 22 dias na quinta (10), conforme  informou a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). A decisão está sendo discutida pelas  assembleias locais para ser votada, e, se aprovada, pôr fim à paralisação.

A nova proposta da Fenaban oferece reajuste de 8% para salários e benefícios e de 8,5% para o piso salarial. A regra da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) continua a mesma do ano passado. A  proposta também  inclui ainda novas cláusulas como proibição de os bancos enviarem SMS aos bancários cobrando resultados.

A Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Bancários informou que  a decisão final deve ser tomada com o resultado das assembleias locais.

O presidente do Sindicato dos Bancários no Maranhão, José Maria Nascimento, tem afirmado que a adesão de quase 100% da categoria no Estado é suficiente para pressionar os banqueiros a rever a proposta.

Os bancários reivindicam reajuste de 22%, contratação de mais bancários, isonomia, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 25% linear, piso do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) (R$ 2.860,21), reposição das perdas salariais, combate ao assédio moral, saúde, segurança, respeito à Lei das Filas e melhora das condições de trabalho e atendimento nas agências.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta