Avião da polícia do DF pousa “de barriga” no aeroporto de S. Luís e atrasa voos

Avião da polícia do DF pousa “de barriga” no aeroporto de S. Luís e atrasa voos

Por volta das 14:30 horas de hoje (30) um avião Bonanza, da Polícia Civil do Distrito Federal , pousou “de barriga” na pista principal do Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís.

Ninguém teria se ferido, segundo as primeiras informações. Mas isso ocasionou atraso em quatro voos de aviões comerciais – um da empresa  Gol e três da TAM. Muitos passageiros tiveram que ser redistribuídos para outros voos e alguns chegaram a ser deslocados para hotéis da cidade.

Já era 16 horas quando uma operação da Infraero retirou o avião da pista principal, liberando-a para a normalização do tráfego aéreo do aeroporto.

Ainda não se sabe se o avião fez um pouso forçado ou se o destino era mesmo a capital do Maranhão, São Luís. Neste caso, também nadavazou sobre o que os ocupantes do avião viriam fazer no Estado.

Quem mais sofreu com o episódio, segundo narrou um repórter da Rádio Mirante AM – durante o programa “Abrindo o

Avião dá pane no meio da pista principal do aeroporto e atrasa voos comerciais.

Avião da marca Bonanza. Foi um desses que aterrisou forçado no “Hugo da Cunha Machado”

Verbo”, apresentado por Marcial Lima, foi um grupo de 32 pessoas da terceira idade que, em viagem de turismo, deslocava-se do Ceará para Mato Grosso do Sul. Eles reclamaram , sobretudo, pela demora na redefinição dos voos.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta