Água mole em pedra dura… STF autoriza a prisão domicliar de Genoíno
Com doença ou não, Genoíno quer ficar em casa... em prisão domiciliar...

Água mole em pedra dura… STF autoriza a prisão domicliar de Genoíno

Permissão é provisória e deputado também pode ficar em hospital.
Nesta quinta, relator pediu nova perícia após petista passar mal.

Informaçções do G1

O presidente do Supremo Tribunal Federal e relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, autorizou nesta quinta-feira (21) que o deputado licenciado José Genoino (PT-SP) cumpra pena em casa ou em um hospital até que uma perícia sobre o estado de saúde seja realizada.

“Defiro parcialmente o pedido formulado pela defesa do condenado José Genoino Neto, para, provisoriamente, permitir-lhe o tratamento médico domiciliar ou hospitalar, até o pronunciamento conclusivo da Junta Médica indicada na decisão que proferi na data de hoje, 21 de novembro de 2013”, escreveu o magistardo no despacho.

Antes, ainda pela manhã de hoje,   José Genoino (PT-SP) havia passado mal no presídio da Papuda, onde cumpria pena por condenação no julgamento do mensalão, e foi levado para o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal, dentro do complexo do Hospital das For as Armadas, em Brasília, ficando na Unidade de Dor Toráxica do hospital.

Com doença ou não, Genoíno quer ficar em casa… em prisão domiciliar…

Um dos advogados de Genoino, Luiz Fernando Pacheco, disse que havia suspeita de infarto, informação não confirmada pelo hospital. Outro advogado de Genoino, Cláudio Alencar, confirmou que o deputado foi levado ao hospital, mas não confirmou a suspeita de infarto.

A assessoria de Genoino informou que ele estava passando mal desde a noite de quarta. Nesta quinta, de acordo com a assessoria, a administração do presídio entendeu que ele não tinha mais condições de permancer no local e precisava de atendimento médico especializado.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta