A PF é quem diz: “Saúde do Maranhão era comandada por uma organização criminosa”

A PF já pediu a prisão do ex-secretário Ricardo Murad, porém, aguarda uma decisão da Justiça. Veja a lista de todos os envolvidos

 Em coletiva na tarde desta terça-feira, na sede da Polícia Federal, o delegado e superintendente da PF disse que

A saúde do Maranhão era comandada por uma “organização criminosa”. Quem afirma isso, com toda a propriedade, é o delegado superintendente da Polícia Federal do Maranhão, Alexandre Saraiva, após dirigir os trabalhos da Operação “Sermão aos Peixes”, deflagrada desde segunda-feira, à tarde. Por conta dela,  a PF ainda cumpriu 38 mandados judiciais, sendo 26 mandados de condução coercitiva, 56 de busca e apreensão, bloqueios de bens, veículos apreendidos, aeronave, obras de artes entre outros.
A afirmação foi feita durante entrevista coletiva, na tarde desta terça-feira, na sede da Polícia Federal, pelo delegado superintendente da PF. Alexandre Saraiva. Com todas as letras, ele afirmou  que “a Saúde do Maranhão estava sendo controlada por uma organização criminosa”. Ele não tem dúvidas de que “o ex-secretário do Governo Roseana Sarney, Ricardo Murad, era o “mentor intelectual de todo o esquema”, disse.
Alexandre Saraiva declarou, ainda,  que a saúde pública do Maranhão poderia ter um padrão de Primeiro Mundo, mas, em razão do mau uso do dinheiro público, e principalmente em razão dos desvios, o povo do Maranhão não conseguiu ter uma saúde de qualidade.
A PF já pediu a prisão do ex-secretário, porém, aguardam uma decisão da justiça.
Na Operação, a PF  tinha em mãos para cumprir: 38 mandados judiciais, sendo 26 mandados de condução coercitiva, 56 de busca e apreensão, bloqueios de bens, veículos apreendidos, aeronave, obras de artes entre outr
OPERAÇÃO “SERMÃO AOS PEIXES” – ENVOLVIDOS
A operação desencadeada ontem pela Polícia Federal no Maranhão trouxe à tona investigação sobre a contratação das empresas prestadoras de serviços na gestão de Ricardo Murad na Secretaria de Estado da Saúde, no período de 2010 a 2013, quando foram contratadas empresas conhecidas como Organização Social (OS) e Organização de Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). Elas gerenciavam toda a verba federal vinda do Ministério da Saúde e eram as responsáveis pelo trabalho dentro de diversas unidades de saúde do Maranhão.
Pelas investigações feitas, as empresas ICN e Bem Viver foram contratadas pela gestão Ricardo Murad de forma direta, com baixa concorrência.

Nos dois dias de operação (segunda e terça), a Polícia Federal prendeu e deteve preventivamente diversas pessoas que tiveram ligações com a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão. Entre elas, Ricardo Murad, ex-secretário da pasta em duas gestões da ex-governadora Roseana Sarney.

As prisões preventivas ou coercitivas foram decretadas pelo Juiz Roberto Carvalho Veloso da Justiça Federal do Maranhão Maranhão.
 Nomes que constam na lista da PF
Prisão preventiva
Antonio Bernardo Milhomem Pereira (Empresa Bem Viver)
Benedito Silva Carvalho (médico – Instituto de Cidadania da Natureza – ICN)
Clidenor Simões Plácido Filho
Cloves Dias de Carvalho
Charles Miranda Lopes (empresa terceirizada que prestou serviço para a Maternidade Infantil em Imperatriz)
Clidenor Simões Plácido Filho (ex-prefeito de Sítio Novo)
Cristiano Silva Rodrigues
Edson Gabriel da SIlva
Emílio Borges Rezende (Empresa Bem Viver)
Karina Mônica Braga Aguiar
José Inácio Guará Silva (falecido na semana passada)
José Sérgio Melo de Moraes Rego (ex-funcionário da Secretaria de Estado da Saúde)
Marcelo Renato da Silva
Péricles Silva Filho (médico ginecologista e diretor administrativo da Policlínica do Maiobão)
Rômulo Trovão (ex-prefeito de Coroatá e ex-funcionário da Secretaria de Estado da Saúde)
Sandro Rogélio da Silva Rodrigues
Sérgio Sena de Carvalho (ex-funcionário da Secretaria de Estado da Saúde)
Silvaney dos Santos Nascimento
Valdeney Francisco Saraiva da Silva
Theofilo Junqueira Vilela Junior
Warlei Alves do Nascimento
Condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor e liberado)
Alan Kardec Albuquerque Queiroga
André Seabra de Araújo
Alvaro Gonçalves Costa Júnior
Antonio Gualberto Barbosa Belo
Antonio Carlos Belem de Mendonça
Antonio Tomaz Martins Guimarães Júnior
Camila Guará Silva
Cristiano Marcio da Luz dos Santos
Célia Maria Carvalho Pereira
Edson Gabriel da Silva
Fábio Arley Carvalho Silva
Geziel Duarte de Sousa
Joelson Pereira
Marcondes Carneiro Leite
Manoel Francisco da Silva Santos
Péricles Guará Silva (Instituto de Cidadania da Natureza – ICN)
Ricardo Murad
Sérgio Senna

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta