A desaforada carta de Washington a Bira sugere submissão do PT ao grupo Sarney
Washington Oliveira: Carta dura a Bira, ex-PT

A desaforada carta de Washington a Bira sugere submissão do PT ao grupo Sarney

 

Washington Oliveira: Carta dura a Bira, ex-PT

Bira do Pindaré matou no peito e colocou a “macaxeira” na grama.

A carta do vice-governador  e presidente do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Washington Oliveira,  enviada sexta-feira, 27,  ao deputado estadual  Bira do Pindaré,  convidando-o  a, “gentilmente” , deixar a agremiação – o que acabou ocorrendo – sugere muitas interpretações e confirma algumas hipóteses. Isso  num momento de completa efervescência política em que os principais grupos políticos do Estado acirram as negociações e o debate com vistas as eleições do ano que vem.

A atitude de Washington em relação ao insubordinado colega de partido vem na rasteira de  especulações   veiculadas pela mídia sulista de que a cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT), em Brasília, prepara-se para desgarrar-se do grupo político do senador José Sarney, no Maranhão, conforme matérias já veiculadas aqui mesmo.

A radicalização do vice-governador com Bira – que agora vai engrossar, com maior liberdade,  a bancada oposicionista na Assembleia Legislativa – serve para mostrar ao grupo Sarney que ele pode ser leal até o fim, dando a tranquilidade  que  Roseana precisa para  se afastar do cargo e disputar um mandato de senadora.

Ou, o que dá no mesmo, dizer que aceitaria uma cadeira de conselheiro do  Tribunal de Contas do Estado (TCE), para não atrapalhar os planos dos governistas, de eleger  indiretamente, um substituto para Roseana Sarney  e dar a ela  a mesma tranquilidade  de que necessita para ser candidata.

Esse candidato, provável só na hipótese de total acordo com o PT em relação ao substituto (com Washington ou sem ele) tanto pode ser Luís Fernando ou outro preposto – Max Barros, Arnaldo Melo… Para Luís Fernando, especialmente, seria um maná – disputar o pleito de 2014 com a caneta de governador à mão…

Sexta-feira, já com a desaforada carta de Washington no bolso do paletó, Bira do Pindaré presenciou, no Hotel Abeville, a filiação, abonada por Flávio Dino, do deputado Othelino Neto (ex-PPS) ao PCdoB. Bira e Dino leram a carta juntos.

O comunista escancarou todas as portas do seu partido para Bira do Pindaré, que também já teria recebido convite do PSB.

Mas essa é outra história.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta